segunda-feira, 7 de outubro de 2013

O AMOR É UMA CANOA


Autor: Ben Schrank

Título original: Love is a canoe


Sinopse: Stella Petrovic é uma ambiciosa editora a braços com uma missão quase impossível: colocar um livro nas listas de bestsellers mais concorridas dos Estados Unidos. Mas não se trata de um livro qualquer e sim do manual de autoajuda O Casamento é uma Canoa, que foi publicado há já cinquenta anos. Peter Herman é um herói nacional graças a esse mesmo livro, o primeiro e último da sua carreira. Os conselhos sentimentais de O Casamento é uma Canoa inspiraram gerações de americanos. Com um casamento longo e feliz, Peter era a prova da eficácia das suas próprias palavras. Agora, viúvo e sem esperança, duvida de tudo o que escreveu tantos anos antes. Para Stella, o que está em jogo não suporta dúvidas ou hesitações. A editora está disposta a tudo para convencer o mundo de que O Casamento é, de facto, uma Canoa. E nada melhor do que encontrar um casal em busca de salvação. Emily e Eli estão casados há pouco tempo mas a paixão que os uniu está desgastada pela rotina. São perfeitos para o plano que Stella tem em mente… mas, para isso, ela terá de conseguir o apoio da única pessoa que não acredita no livro: o seu autor.


Ben Schrank, autor que não conhecia, oferece-nos aqui um livro inteligente e que, no meu caso, apenas peca por demorar a cativar-me. O primeiro sinal positivo deste livro é a narrativa. A escrita do autor é sempre simples mas é ao mesmo tempo, forte. Esta mistura, que nem sempre é bem sucedida, é a base para um livro que também é ao mesmo tempo simples e forte na forma como descreve as relações humanas. Essencialmente este é um livro sobre relações e quem estiver à procura de poderosas revelações ou de um final inesperado, este é não o livro. "O amor é uma canoa" é um livro simples, que explora relações, ambições e a forma como, por vezes, encaramos os compromissos do passado.

Mas há mais. O autor explora ainda como a vida altera a confiança de uma pessoa e a sua auto-estima, explora o processo editorial, mas principalmente explora as diferentes visões que adultos, idosos e adolescentes têm de certos aspetos da vida. Este é uma das qualidades mais marcantes do livro: a sua diversidade ao ver o mesmo problema, sendo o exemplo mais óbvio as diferenças, mesmo que por vezes ténues, entre Emily e Peter.

As personagens estão bem conseguidas, mas novamente o livro sofre por nenhuma delas nos marcar com algo realmente surpreendente. Este enredo, bastante inteligente em alguns momentos, junta uma maturidade e uma simplicidade que o torna óbvio em alguns momentos mais importantes. O livro ganha bastante com a personagem Stella, a ambiciosa editora que aqui, por incrível que pareça, tem um papel de balancear o enredo. No entanto este papel não é fácil de se perceber e o enredo ganha com isso.

Sem querer revelar nada sobre a história, é preciso dizer que este é um livro para quem goste do género, queira uma leitura inteligente mas suave. É nas relações entre pessoas que este livro se baseia, explorando a apatia de quem casa e perde a paixão, ou o enfraquecer emocional de quem viveu baseando-se em algo que já não acredita e com isso parece que o chão lhe foge debaixo dos pés. Os diálogos são bons, fazem avançar a história, e quem gostar do género tem aqui uma boa leitura. No meu caso senti a falta de algum momento imprevisível mas reconheço a qualidade de um livro que foi sempre fácil de ler. Não é uma obra prima nem um livro marcante, mas alerta-nos para a facto de muitos de nós não aceitarem a realidade simplesmente porque é dura, porque não nos agrada, e ficamos na apatia ou ilusão, e com esse alertar o livro torna-se numa obra repleta de paixão pelo que nos rodeia.

Luís Pinto

6 comentários:

  1. Olá Luís. Vou ter este livro em conta quando quiser uma leitura suave.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. Olá Luís. Olha a mim parece-me um livro interessante para dar à minha mãe no natal! Vou ver se o encontro.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  3. Ontem mesmo uma amiga minha falou-me bem deste livro que acabou de ler. Gostei da tua opinião sempre sincera e acho que o vou comprar. obrigada pela sugestão.
    Beijinhos
    Tânia

    ResponderEliminar
  4. Uma análise interessante. Também me parece uma boa prenda de Natal. Está dentro do género que estava à procura!

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Fiquei com vontade de ler. Não conheço o livro nem o autor mas vou procurá-lo.

    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Olá a todos! Obrigados pelos comentários! Depois quero saber as vossas opiniões a este livro.

    Boas leituras!

    ResponderEliminar