quinta-feira, 19 de abril de 2018

CORVOS SANGRENTOS


Autor: Simon Scarrow

Título original: The blood crows




Sinopse: Durante dez longos anos, o Império Romano lutou incessantemente para manter o seu domínio na Britânia. Mas a oposição das tribos nativas, lideradas pelo implacável Carátaco, ameaça destruir tudo. O Perfeito Cato e o Centurião Macro são chamados pelo Governador Ostório a Londinium e encarregues de uma nova missão: liderar uma coorte em direção a Gales onde devem destruir toda e qualquer resistência.
Mas Carátaco já pôs em marcha um plano ambicioso e tanto o caos como a revolta irrompem no seio da legião de Macro e Cato. Testados até ao limite, os soldados sabem que, se não regressarem vitoriosos, será a governação do Imperador Cláudio a ser posta em causa. Em última instância, uma vitória do guerreiro Carátaco pode significar o colapso das próprias fundações do Império Romano.




Aqui está mais um livro de Cato e Macro. Estes dois romanos continuam a ser as personagens principais da famosa saga de Simon Scarrow que já conta com mais de dez livros. Aqui, Cato e Macro regressam para mais um enredo cheio de ação e intriga política. Após o fim do livro anterior, algumas perguntas ficaram no ar e o autor oferece as respostas necessárias para a continuação da saga.
 
Este é um livro mais virado para a ação na maioria do tempo, voltando a explorar bastante a vida dos soldados romanos em campanha. Scarrow sempre explorou bastante bem este tema e é um dos pontos que mais aprecio, principalmente porque o autor vai inserindo detalhes na narrativa sem baixar o ritmo. Claro que a amizade de Cato e Macro continua a ser explorada e novamente o autor pinta de cinzento algumas personagens secundárias e até o próprio inimigo, deixando sempre a ideia de que não é possível distinguir apenas os povos entre bons e maus. Obviamente que o autor explora mais as visões dos dois personagens principais, que acreditam em "certas moralidades" que podem, em alguns casos, chocar com o que irão encontrar na mentalidade de outros povos, mas nunca é tudo preto no branco, e isso agrada-me.
 
Gostei também de algumas personagens novas, mas acabam por ser as que já conhecemos que têm maior tempo de antena. Todavia, destaque para uma personagem, que não irei revelar, mas que sendo parte do inimigo, consegue aqui criar um interessante equilíbrio moral e social que dá qualidade ao livro. Claro que ao fim de 12 livros é mais fácil perceber para onde o enredo nos leva. Simon Scarrow repete alguns truques e as surpresas já não são tantas. A isso juntam-se alguns momentos mais forçados, mas que no geral pouco mancham um livro interessante e que mantém a qualidade da série.

Tal como já disse antes, Scarrow não atinge o patamar de obra prima com estes livros, mas poucas sagas sobre o Império Romano conseguem atingir este nível dentro deste género mais rápido. Para tal é bastante importante a ligação que se cria com as personagens principais, e mesmo tendo em conta que em alguns momentos podemos sentir alguma repetitividade com o que vai acontecendo tendo em conta livros anteriores, foi sempre uma leitura viciante e realista. Venha o próximo!
 
Luís Pinto
 
 

quarta-feira, 18 de abril de 2018

O QUE NÃO PODEMOS SABER


Autor: Marcus du Sautoy





Sinopse: O Universo é infinito?
Sabemos o que aconteceu antes do Big Bang?
No cérebro humano, onde se localiza a consciência?
Há partículas ainda por descobrir além do bosão de Higgs?
No mundo moderno a ciência impera: todas as semanas se anunciam novas descobertas científicas. Será que existem limites para o que podemos saber acerca do nosso Universo?
Nesta viagem aos confins do conhecimento, Marcus du Sautoy investiga o trabalho de pioneiros nas áreas da física quântica, da cosmologia e das neurociências, questionando relatos contraditórios e consultando os mais recentes dados.
É possível virmos a saber tudo, um dia? Ou haverá áreas de investigação que estão para lá das capacidades de compreensão humana? E, se assim for, como lidaremos com o facto de vivermos num universo em que há matérias que estão além da nossa capacidade de conhecimento?



Mal vi este livro fiquei com bastante vontade de lê-lo. O objetivo do livro pareceu-me muito interessante e de leitura viciante, e foi exatamente o que aconteceu. O que este livro tenta fazer é explorar vários temas para os quais provavelmente nunca teremos uma compreensão total. Tal como podem ver na sinopse, o livro caminha por diferentes áreas, tornando-se bastante abrangente e apelativo a um leque muito maior de leitores.

Gostei da abordagem do livro, primeiro explorando as dúvidas e as dificuldades para a compreensão do problema e depois tentando aprofundar o que poderemos ainda descobrir, sempre dentro de certas limitações. O livro especula, sem nunca se tornar irrealista, e isso foi algo que gostei.

Outro aspeto interessante está no facto de o livro estar direcionado para qualquer leitor em termos de linguagem. Mesmo sem dominar alguns dos assuntos aqui explorados, o livro facilmente ofereceu-me o contexto necessário para perceber o que foi feito, as limitações, a importância do tema e o que poderá ser descoberto no futuro. Esta capacidade de oferecer contexto de forma simples é o trunfo deste livro até pela forma como nos cativa a querer ir pesquisar mais sobre certos temas. Claro que em alguns momentos gostaria de ter lido uma resposta mais completa e aprofundada, mas percebo que esse não seja o objetivo do livro.

Resumidamente este é um livro que agradará a todos os que leiam a sinopse e fiquem curiosos. Gostava de ler mais livros como este, explorando outros temas que também acho interessantes. Aqui não poderiam caber todos porque não é objetivo do livro ser uma leitura demasiado extensa, mas estas páginas são apenas a ponta do iceberg de tudo o que provavelmente nunca iremos compreender totalmente.

Luís Pinto


terça-feira, 17 de abril de 2018

AS SOMBRAS DE LEONARDO DA VINCI


Autor: Christian Gálvez





Sinopse: Fruto de vários anos de investigação exaustiva sobre a vida de Leonardo da Vinci, este é um romance histórico empolgante e que mudará a opinião que todos temos do florentino. Com vinte e quatro anos, o prometedor Leonardo da Vinci é acusado anonimamente de sodomia. Depois de preso e torturado, terá de abandonar Florença e procurar o êxito noutros lugares. Mas não tardará a perceber que essa foi apenas a primeira de muitas traições e que a inveja, o medo e a incompreensão se podem esconder em qualquer pessoa. Este é um romance histórico com uma extensa pesquisa por trás, em que as descrições e os grandes nomes da época criam o ambiente perfeito para conhecermos melhor o homem por trás de toda a genialidade



Este livro é um thriller histórico que mesmo não sendo fantástico, consegue ser uma leitura agradável, muito graças à investigação histórica bem sólida e que oferece uma base consistente a todo o enredo.

Com uma boa mistura de romance histórico e thriller político, o autor leva-nos a conhecer um pouco melhor o génio que foi da Vinci, não só enquanto inventor, artista, etc, mas também como homem. O autor explora o lado mais pessoal de Leonardo, sendo provavelmente o maior trunfo do livro, pois Leonardo é fascinante em vários aspetos.

Gostei da escrita do autor, que não conhecia. Por vezes achei que a narrativa dava saltos inesperados, cortando o pouco o fluxo, mas de resto, gostei da montagem e do ritmo. Existem alguns momentos forçados e outros em que se pedia uma surpresa com maior impacto ou uma fase de maior suspense, mas o livro compensa com um Leonardo bem estudado e criado, enquadrando-se muito bem neste mundo de intrigas, política e ambições. Este é um livro em que as personagens são empurradas pela influência de outras, e assim a intriga avança, sempre numa sombra política, sendo um enredo de movimentações de bastidores.
Grande parte do livro é exatamente o equilíbrio entre aprofundar a personagem de Leonardo e a crise política e religiosa que leva o enredo a avançar sempre com suspense e jogo de sombras. Globalmente a história é interessante e bem conseguida, com boas personagens secundárias e momentos interessantes, apesar de alguns serem algo forçados. Contudo, o destaque é mesmo a investigação do autor sobre Leonardo e sobre a sociedade da época. Gostei da forma rápida como o autor explorou a sociedade italiana da época, sem baixar o ritmo do livro.
Sendo um tema e uma época que aprecio bastante, este foi um livro fácil de ler. No entanto, acho que poderia ter sido um livro melhor, pois tinha a base para o conseguir. É um bom livro que agradará aos fãs do género ou aos leitores que estejam curiosos em relação a da Vinci e que queiram aprofundar conhecimentos num livro rápido. E, apesar de perceber a tentativa do autor de manter sempre um livro rápido e apelativo, gostava que tivesse sido algo mais, sendo muito mais indicado para quem quiser uma leitura rápida, com ação, romance, política e com um trabalho de investigação muito bem conseguido.
Luís Pinto

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Passatempo: Odisseias - Pack Atreva-se



PASSATEMPO

Odisseias

Pack Atreva-se



Regressamos aos passatempos em parceria com o blog Tek Test.

Um agradecimento muito especial a todos os que ajudaram à concretização deste passatempo.

Aproveito, desde já, para agradecer a todos os que participarem e partilharem este passatempo!




Regras do passatempo:

- O passatempo termina dia 29 de abril
- Apenas é permitida uma participação por pessoa
- Devem ser fãs ou seguidores do blog Tek Test (link aqui)
 - Devem subscrever o canal Tek Test (link aqui)

- Se partilharem o passatempo e indicarem um amigo na partilha, a vossa participação conta a dobrar.
- O vencedor será contactado por e-mail após divulgação do resultado


Boa sorte a todos!



Passatempo: Zoo de Lisboa - Bilhete duplo - Vencedor!


PASSATEMPO

Zoo Lisboa

Bilhete duplo


Vencedor!





Chegou ao fim mais um passatempo em parceria com o blog Tek Test! Muito obrigado a todos os que participaram, e um agradecimento especial aos que tornaram este passatempo possível.

Apesar de trabalhar na área de videojogos e livros há já vários anos, e de ter conseguido vários prémios a nível nacional, nunca é fácil, pelo menos para mim, conseguir estes passatempos.

Espero que no futuro sejam cada vez mais os passatempos aqui no blog



E o vencedor é:

Carlos F. Rocha e Silva

Parabéns ao vencedor!