quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

A TORRE NEGRA

 
Autor: Stephen King
 
Título original: The Dark Tower
 
 
 
 
Sinopse: Roland Deschain e o seu ka-tet viajaram juntos e separadamente, espalhados por múltiplas camadas de mundos, inúmeros quandos e ondes. O destino de Roland, Susannah, Jake, do padre Callahan, Oy e Eddie prende-se com a própria Torre, que agora os puxa para mais perto de si, para fim de todos e novos inícios… e para um turbilhão de emoções, violência e descoberta.
 
 
 
Aqueles que seguem o meu blog sabem que sou fã de Stephen King. No entanto, por mais estranho que possa parecer, não é o terror (o seu género de eleição) que mais aprecio. São os outros géneros, e King já escreveu de tudo um pouco. A saga A Torre Negra é, provavelmente, a sua saga mais marcante, com os seus oito livros sobre a demanda do Pistoleiro.
 
Como em qualquer outro livro de King, nem todos os leitores irão gostar. King tem um estilo único, uma imaginação "especial" que deu origem a livros como The Shinning, It ou ao conto que originou o filme Os condenados de Shawshank, um dos melhores filmes de sempre. Aqui, King termina a sua épica saga de forma estrondosa e marcante. É um daqueles finais que não se esquecem tão cedo. Surpreendente e escrito de forma perfeita, enquanto lemos percebemos o quanto King nos preparou para este momento nos livros anteriores. É a forma como King junta vários momentos dos livros anteriores e lhes dá um novo sgnificado que nos deixa sem resposta.
 
No entanto, uma vez mais, o grande trunfo de King são as suas personagens. Claro que a sua imaginação para criar momentos de tensão e para criar este mundo tão diferente e ao mesmo tempo tão igual ao nosso é algo que se deve elogiar, mas é ao explorar as personagens que todos estes livros fazem sentido. King aprofunda o passado de todos, explora traumas, objetivos, desejos, medos e sentimentos, para criar um turbilhão de momentos marcantes enquanto tudo é revelado. Para trás, ficam outros sete livros sobre um mundo fantástico e uma demanda que nem sempre foi possível compreender, mas que acaba por fazer todo o sentido.
 
É difícil falar sobre este livro sem revelar nada do que acontece nestas páginas ou até nas dos livros anteriores. Apesar de não ter falado aqui de todos os livros da série, fui lendo com paixão, e depois de o livro anterior ter sido o mais fraco de todos, este último livro surpreende, tornando toda a saga ainda melhor. Uma saga apaixonante e que merece a brutal legião de fãs que tem por todo o mundo. Esqueçam o filme, leiam estes livros! Muito bom!
 
Luís Pinto 

Sem comentários:

Enviar um comentário