segunda-feira, 26 de março de 2012

APRENDIZ DE ASSASSINO


Autor: Robin Hobb

Título original: The Assassin’s Apprentice
 

O jovem Fitz é filho bastardo do nobre Príncipe Cavalaria e cresce na corte do Rei Sagaz. Marginalizado por todos, o rapaz refugia-se nos estábulos reais, mas cedo o seu sangue revela o Talento mágico e, por ordens do rei, é secretamente iniciado nas temidas artes do assassino. Quando salteadores bárbaros atacam as costas, Fitz enfrenta a sua primeira e perigosa missão que o lançará num ninho de intrigas. E embora alguns o encarem como uma ameaça ao trono, talvez ele seja a chave para a sobrevivência do reino. Com uma narrativa povoada de encantamentos, heroísmo e desonra, paixão e aventura, o Aprendiz de Assassino inicia um das séries mais bem-amadas da fantasia épica.


Quando um livro é narrado pela personagem principal, há muitos aspectos (na generalidade dos casos) que ficam imediatamente definidos: a escrita provavelmente será lenta, teremos sempre uma grande proximidade com o narrador e conhecimento do mesmo. Teremos uma visão firme dos seus pensamentos e medos, e a ligação entre o leitor e a personagem é feita com relativa facilidade. Por outro lado há a dificuldade de ligação com as restantes e demoraremos algum tempo a conhecê-las, tal como a própria personagem. Este aspecto ajuda à intriga, pois apenas sabemos o que o narrador sabe, deixando-nos às escuras.
Hobb não foge a esta tendência, marcando o livro positiva e negativamente.

A parte negativa é que este livro apresenta uma escrita lenta em algumas partes do livro, e tive e sensação que a escritora deveria ter misturado mais acção e descrições, em vez de as escrever separadamente em alguns casos. No entanto estas descrições que podem parecer extensas em alguns casos, são obviamente necessárias num primeiro livro para entrarmos no contexto da saga (locais, tradições, povos, personagens). Este ritmo lento não prejudica a história, mas um leitor menos paciente poderá afastar esta leitura cedo de mais (o que será um erro). No meu caso posso afirmar que a ligação que criei com a personagem Fitz foi tão imediata que ajudou bastante para que nunca fosse um esforço avançar por estas páginas.

Fitz é o grande trunfo deste livro na minha opinião. Um rapaz que vemos crescer, amadurecer e de quem ao fim de algum tempo se torna fácil gostar, primeiro pela excelente ligação que cria com animais, mostrando um lado humano muito interessante, mas também pela própria escrita de Hobb, que nos aproxima da sensação de angústia e injustiça. Sendo este o primeiro livro da saga, devo ainda dizer que a evolução da personagem Fitz é significativa, e fiquei com vontade de o conhecer melhor, juntamente com algumas outras personagens.

Esta é uma obra que ao início se parece com um Harry Potter medieval, porque começamos com uma criança de seis anos a quem falta os pais, mas ao fim de algum tempo esta sensação desaparece, principalmente porque a evolução da história é muito mais rápida temporalmente, com saltos de alguns anos e que empolgam a leitura, na perspectiva de avançar rapidamente até encontrarmos um Fitz mais adulto.
Aproveito ainda para dizer que o facto de ser uma saga centrada num assassino que terá de passar incógnito, com os seus venenos e artimanhas, fugindo àqueles assassinos invenciveis com a espada, deixou-me bastante satisfeito.

Tempo ainda para dizer que existem outras personagens muito interessantes, como Veracidade e Breu, sendo que para mim Veracidade é a mais bem conseguida. A intriga é boa, a história fácil de se perceber e existe sempre uma carga emocional nas palavras de Fitz eu achei interessante, por tornar aos meus olhos a personagem mais credível e real. A magia apresentada é fora do normal, mostrando-se desgastante e viciante para quem a usa, mas também com outros factores que não irei revelar e que gostei.

O único aspecto do livro que não me convenceu foi o mundo onde se desenrola. Apesar de sabermos bastante sobre o passado do Reino, este mundo nunca se apresentou muito rico e diversificado, principalmente porque ao sermos limitados pelo olhar de Fitz, não conseguimos ter uma ideia abrangente do Reino, ficando a sensação que este mundo terá muito mais para oferecer quando Fitz tiver outras aventuras.
Existiram ainda três ou quatro questões que gostava de ter lido a resposta neste livro, mas tal não acontece, ficando a dúvida se estarão nos próximos livros. Espero que sim!

Este primeiro livro é uma estreia muito bem conseguida. Enquanto primeiro livro não me conseguiu marcar tanto como o primeiro Guerra dos Tronos ou O Mago - Aprendiz, a verdade é que poucos o conseguirão, mas confesso que foi um dos mais viciantes inícios de saga que li nos últimos anos.
Um livro com boas personagens, com um último terço de livro electrizante e um final que nos deixa com uma enorme vontade de ler mais. A saga de Fitz já tem um lugar reservado na minha estante e aconselho outros leitores a darem uma vista de olhos a estas páginas, pois quem gostar de Fantasia, não ficará desiludido com este início. 
Quem estiver à procura de uma saga de fantasia para ler, poderá ter aqui a sua resposta! Próximas aventuras para breve!

46 comentários:

  1. Mais uma saga... tu destrois-me a carteira.

    ResponderEliminar
  2. Hugo Raposomarço 26, 2012

    Adorei este livro...
    Li-o o ano passado, e ainda hoje estou à espera da conclusão da saga.
    Uma das sagas que mais gostei de ler até agora (mas tal como disseste, não marca tanto como a Guerra dos Tronos ou Harry Potter) e que vou decerto relembrar e aconselhar a todos.

    Concordo plenamente com os aspectos negativos que apontas-te, mas gostaria de acrescentar o nome que foi dado às personagens, que inicialmente me baralhou bastante, tendo alguma dificuldade em perceber quem era quem...

    Em resumo, um grande livro que também eu aconselho bastante... =p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Hugo. Também tive alguma dificuldade, principalmente como Galeno e Garrano. não foi fácil no início. então já leste todos os livros que saíram?

      Eliminar
    2. Hugo Raposomarço 29, 2012

      Já sim.

      Tenho a dizer que acho que vais gostar das surpresas que ainda vais ter pela frente nos próximos livros =p

      Eliminar
    3. Já me estás a picar! Vou tentar ler a saga durante o ano. Depois de se acabar o primeiro livro é difícil parar e ler outra saga.

      Eliminar
    4. Hugo Raposomarço 29, 2012

      Tens é de ter coragem naqueles livros que são a primeira metade (se não estou em erro, o primeiro está completo, os restantes é que estão divididos) porque nem sempre vais ter a coragem toda para continuar a ler o próximo. Foi o que mais me custou nesta saga...

      Eliminar
  3. Uma vez mais uma boa e esclarecida opinião. Pelo que vejo é uma saga grande e como tal vou esperar para que seja publicada e já agora que a leias para saber o que achas-te. Vou ficar de olho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda vou demorar até a acabar, mas assim que ler outro publico!

      Eliminar
  4. Como sempre adorei a tua opinião. e voltaste a convencer-me. Já tinha olhado para estes livros algumas vezes mas acho que a capa me pareceu infantil o suficiente para me afastar da saga. Agora estou mais curiosa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Percebo quando falas da capa parecer infantil, mas o livro apesar de não ser violento, não é um livro infantil e eu gostei bastante das capas da saga. Só ainda não sei se encaixam na história dos livros.

      Eliminar
  5. Já tive varias vezes para o comprar mas acabo sempre por nao o fazer. Continua com esta saga que à muito tempo que estou curiosa e a feira de LX está quase a chegar.

    ResponderEliminar
  6. Mais uma vez uma excelente opinião,de uma saga que gostei muito.
    Só não gostei de 2 coisas do facto do livros terem sido divididos e o final da mesma

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora fiquei curioso sobre o final da saga. Assim que voltar a este mundo aviso-te Lars.

      Eliminar
  7. Também nunca olhei muito para esta saga por causa do ar infantil que tinha. Agora mudaste-me de opinião e vou ver se encontro mais opiniões favoraveis mas para já estou atenta e parece-me que vou gostar e também fico à espera que fales do resto da série.
    Para quando as Brumas e o resto da triologia da Anne Bishop?

    Clara CC

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Clara. Não vais precisar de procurar muito para encontrar opiniões favoraveis. Em relação às Brumas e ao resto da trilogia da Bishop, tentarei ler este ano porque são duas sagas quem me despertam grande interesse.

      Eliminar
  8. Mais uma saga para estar de olho. Parece-me bem interessante e com várias pessoas a falarem bem. O que falas sobre ser um assassino que usa venenos e não a espada parece-me uma perspectiva diferente e com potencial.
    Continua!

    ResponderEliminar
  9. Uma vez mais uma boa crítica. Já li os primeiros 3 livros e gostei bastante. Aconselho. Excelentes escolhas de livros da tua parte como sempre estou de acordo com o que escreves. Estou curioso para ver a tua opinião aos restantes.

    ResponderEliminar
  10. Olá Luis Gostei, bastante da tua opinião (para não variar).
    Concordo com o Lars Gonçalves disse precisamente nos dois pontos que referiu: O final desta aventura foi deveras decepcionante (para mim), e o facto de a SDE ter (como é costume) dividido os livros em 5 bocados.
    Mas esta editora fá-lo apenas com as chamadas "Galinhas dos ovos de Ouro" tendo a conta que os "booms" editorais da SDE são a fantasia (o resto é quase tudo mau)a SDE é uma editora que na altura em que apareceu, apostou muito no fantástico que era um género não muito divulgado em Portugal e conseguiu assim roubar a "maioria" da clientela da Gailivro. foi realmente uma mais valia.
    Bem mas nisto já me estou a afastar um pouco do tema...
    Eu gostei bastante desta saga, tive algumas dificuldades no inicio do livro, sobretudo pelos nomes dos personagens, mas rapidamente esse obstáculo foi ultrapassado, sou um bocadinho suspeito para falar no Fitz que é um personagem com quem simpatizei bastante... (e já numa fase em que passaram quase 30 anos desde os acontecimentos narrados em "Aprendiz de Assassino).
    Tal como tu referiste e principalmente porque és um conhedor dos vastos mundos de Westeros ou A Terra Média... falta qualquer coisa neste campo, mas aos poucos isso irá mudar, embora a autora tenha apostado mais nas tradições e lendas e na história dos povos dos Sete Reinos e dos seus Monarcas.
    Em comum com "As Crónicas de Gelo e Fogo" tens apenas o final de "A Corte dos traidores" que acaba à semelhança de "A Glória dos Traidores" no cham,ado ponto de rebuçado é de ficar sem folêgo... mas não te vou contar mais nada.
    Espero que gostes tanto desta saga como eu gostei... vamos com certeza continuar a trocar ideias e discutir a evolução de Fitz Cavalaria, aguardo a tua opinião sobre "O Punhal do Soberano"
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Nuno!

      Não sabia que já tinhas lido esta saga. Ainda bem que me dizes que esta "falta" que senti no mundo irá desaparecer aos poucos, pois sinceramente é das poucas coisas que posso apontar a este livro, que não sendo uma obra-prima, acho que é bastante equilibrado e viciante.
      Agora ainda estou mais curioso com esse fianl. Já não bastava o Lars. =)
      Ainda não tenho o "Punhal do Soberano" mas só pelo nome já me apetece ler. Assim que o ler estará aqui a opinião.

      Abraço!

      Eliminar
  11. Bem vindo ao Reino dos Seis Ducados, foi uma saga que me deu muito prazer, e estou em pulgas para o próximo livro(havia de haver uma lei que proibisse demorar tanto tempo entre os livros das sagas:D).Na minha opnião vais gostar mais dos próximos volumes, é um gosto que se vai entranhando,e ficamos sempre por ansiar o desenrolar.

    ResponderEliminar
  12. Não há ninguém que não aprecie as tuas críticas pelo que vejo. Sobre este livro penso que esta opinião é mais um dos empurrões que me costumas dar para comprar livros. É que há algum tempo que os ando a namorar. Mais um para a lista da FL de lisboa.

    ResponderEliminar
  13. Primeiro: esta tua opinião está muito boa e foca pontos que me agradaram, todavia fico à espera que fales dos próximos para ter mais uma ideia. Também devo poupar um pouco agora para gastar na feira do livro.

    segundo: Devias pedir a quem está a organizar o Tour do George Martin a Portugal para falares um pouco sobre a tua visão (que mencionas nos teus artigos sobre a falta de objectivo comum da saga e também no que falas sobre este não ser um fantasia normal como o Sr dos aneis)
    Acredito que seria algo muito interessante de se ouvir e que poderia explorar.

    como sempre, parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. concordo. Também gostava de ver.

      Eliminar
    2. Não sei se estarei presente, mas gostava de ver e concordo com a ideia.

      Eliminar
    3. Olá Rute! Essa tua ideia até eu gostava. Os dois artigos que falas foram os posts que mais visitas tiveram no meu blog, mas olha que falar sobre isso poderia ser muito secante para a plateia. Mas eu gostei da ideia! =P

      Eliminar
    4. também gostava de ver isso e de poder discutir esse tema.

      já esta saga Farseer esteve para entrar na minha wishlist à uns tempos mas serem tantos livros não motivou mas agora vou voltar a pensar no assunto. Também fico à espera de ver o resto das tuas opiniões e aproveito para pesquisar um pouco pela net.

      Eliminar
  14. Olá Luís,

    Antes demais devo dizer que se gostaste deste volume, então vais ficar admirador desta escritora, até porque os livros vão melhor ao longo da saga.

    Para mim Hobb tem aspectos em que consegue bater o próprio Martin, vai por mim.

    Aliás ate considero que a saga que está actualmente a ser publicada consegue ainda ser melhor que esta, logo fazes muito bem em querer ler os próximos brevemente.

    E descansa que aventuras não vão faltar e personagens ainda mais interessantes vais conhecer como o Bobo que será sempre um verdadeiro mistério

    Já agora discordo do Lars em relação ao final da saga, isto é porque ele não se explicou devidamente, penso que a critica dele refere-se mais aos acontecimentos mesmo da ponta final do livro (e ai concordo que foi algo precipitado) mas em relação a Ftiz....Muito bom ;)

    E não querendo estar hoje do contra, também não concordo com o Nuno Chaves ao dizer que a SDE tem apenas de bom a Fantasia, Duna de Frank Herbert na FC e muitos Romances Históricos, como a serie Asteca, as aventuras de Flashman, Os Leões de Al Rassan, Cornwell, ele há muita coisa boa.

    Abraço e boas leituras ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Paulo!

      Ah, mais um a dizer que isto vai melhorando com o tempo. Estou a ver que não vai dar para parar. E se bate o Martin em alguns aspectos, bem, "estou cá para ver"!

      O Bobo, que nesta opinião apenas não falei porque não sabia até que ponto não se tornaria numa personagem muito secundária no futuro (para não falar que a opinião já estava muito extensa), foi das que mais gostei. Mistério e excelentes falas.

      Em relação a outros bons livros da SdE sem ser fantasia, não podemos esquecer O Homem do Castelo Alto, que ainda não li, mas é considerado pela crítica como um dos melhores livros de sempre no género.

      Abraço!

      Eliminar
  15. Fico entusiasmado por começares esta saga. Estou a ler O Mago por recomendação tua e não tarda muito terei de arranjar uma saga nova.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gus, não te vais arrepender com a saga Mago. Quando a acabares pode ser que eu já tenha mais opiniões sobre esta saga, mas nem sei se precisarás da minha para te decidir, porque pelos comentários, são muitos os que gostam desta saga!

      Eliminar
  16. Tenho de esperar por umas promoções ou pela feira do livro para me meter nestes livros e entretanto vou vendo as tuas opiniões. Mais uma excelente crítica. Continua!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também vou fazer o mesmo. Acho que antes de ir à feira passo por aqui e escolho uns livros.

      Eliminar
  17. Benvindo ao mundo dos "Seis Ducados",gostei muito e estou em pulgas pela continuação:)
    Com a continuação esta saga vai-se entranhando, e quando deres por ti estás a adorar, estou a falar por mim:D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou a ver que sim. Um dia destes voltarei para o segundo livro e parece que melhora com o tempo.

      Eliminar
  18. Eu começei a ler esta colecção "ao contrário". Tinha acabado de ler o último livro da Guerra dos Tronos" (nº 9) e de repente tive uma sensãção de vazio, porque não sabia o que havia de ler a seguir. No Natal passado o meu filho ofereceu-me estes 3 últimos livros que saíram desta saga. De início estranhei um pouco a forma de escrever, mas depois não resisti e não desisti até ler os 3 livros. Quando vim a saber que existiam os 5 livros anteriores, não descansei enquanto não os comprei. No espaço de 1 semana, já os tinha e iniciei a minha leitura. Entre o Natal e o fim de Janeiro não parei de ler.
    Gosto muito de ler, e confesso que fiquei completamente "colada" a esta colecção. As personagens são muito reais, com sentimentos de alegria, desilusão,que qualquer um de nós tem. Fitz é sem dúvida uma personagem muito bem conseguida, com todas as fraquezas e força de vontade que tem de demonstrar perante tanta adversidade que enfrenta. Dá-nos a vontade quase de o abraçar para o proteger de tudo o que de mal lhe acontece. Lendo os 5 primeiros livros, percebe-se melhor a história que continua nestes 3 últimos que saíram. O Bobo é outra personagem adorável - misterioso, esperto, inteligente e o grande amigo e apoio emocional de Fitz. Olhos de Noite, o lobo companheiro de Fitz é outra personagem inesquecível - conversas, sérias, outras cómicas, companheirismo, e uma ligação de amizade muito profunda.
    É óbvio que nenhum livro é perfeito, e por vezes a acção torna-se um pouco lenta, mas quem começa a ler, dificilmente pára.
    Gostaria de ver esta saga adpatada a uma série, tal como estão a fazer com a Guerra dos Tronos.Acho que seria excelente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou a ver que se torna cada vez mais viciante. Também estou muito curioso em relação ao Bobo. Estou a contar voltar a esta saga um dia destes e ver a evolução de Fitz! Algum livro preferido na saga?

      Eliminar
    2. Olá Luís - é verdade que para mim esta série foi viciante,tal como A Guerra dos Tronos. Quanto ao Bobo, estes 3 últimos livros ele aparece-nos "interpretando" uma outra personagem (tudo a bem da continuação da história). Extravagante, intrigante,sedutor, surpreendente até para o o próprio Fitz, que por vezes se interroga sobre se conhecerá mesmo assim tão bem o Bobo. Mais não digo, mas confesso que há 2 semanas atrás vinha no comboio a ler um diálogo entre o Bobo e o Fitz (O regresso do assassino - volume I) e não consegui evitar rir-me. Tive uns quantos olhares desconfiados de alguns passageiros, mas não me consegui conter. Não me ri à gargalhada, porque não era caso para tanto, mas que o diálogo está uma "delicia" e muito bem escrito, isso é verdade. Gostei bastante do 3º livro (A corte dos traidores) e do 4º(A vingança do assassino). O 5º (A demanda do Visionário)no início a acção parece um pouco lenta, mas depois começa a "aquecer". Quanto aos 3 últimos livros que saíram, gosto muito das novas relações que entretanto se desenvolvem entre Fitz e as novas personagens que surgem. Neste momento estou a meio do 2º livro (Os dilemas do assassino),depois irei ler o 3º. A seguir não faço ideia do que irei ler, enquanto não sair outro livro da Guerra dos Tronos. Alguma sugestão?

      Eliminar
    3. Dentro da fantasia a minha sugestão será sempre a saga O Mago. Já falei sobre os 4 livros que saíram, se quiseres dá uma vista de olhos. Estou também no início da saga Jóias Negras da Anne Bishop e gostei do primeiro livro, Filha do Sangue.
      Se quiseres mais sugestões avisa!

      Eliminar
    4. Olá Luís - só há pouco tempo comecei a escrever para este blogue, precisamente no dia em que fiz o 1º comentário, daí a minha "ignorância" sobre quais poderão ser alguns dos melhores autores dentro deste género.Da próxima vez que for à Fnac, vou estar de "olho" na saga do Mago e também nos de Anne Bishop.Obrigado

      Eliminar
    5. Fazes bem. Se estiveres mesmo interessada lê as minhas opiniões sobre os 4 livros da saga Mago e procura mais umas quantas pela net. Não deverás encontrar opiniões negativas.

      Eliminar
    6. Olá Luís -ora bem e seguindo o teu conselho já comprei o 1º livro da saga do Mago. Só ainda li algumas folhas,mas estou a gostar. Estive a ver várias críticas, tal como sugeriste, e mais uma vez não resisti à tentação e no fim de semana passado acabei por comprar o 1º livro. Já agora aproveito para dizer que estive ontem no Teatro Villaret para a sessão de autógrafos de George Martin na sua passagem por Portugal. Ambiente entusiasmante e muita gente. Simpático e acessível, gostei bastante de o conhecer.É bom termos acontecimentos deste género em Portugal, pois permite uma maior aproximação do público aos autores e também ajuda a captar novos leitores. Ler faz bem, a carteira é que por vezes queixa-se!

      Eliminar
  19. Ola pessoal,
    Depois dos 3 últimos livros da saga não vai haver mais?
    Fiquei com a sensação de que a história vai continuar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Não faço ideia, mas penso que não há mais livros escritos. Vou tentar saber.

      Eliminar
    2. Olá da primeira série "A Saga do Assassino" são 5 e estão todos no mercado.
      da 2ªsérie "O Regresso do Assassino" serão também 5 livros estando já publicados 3
      ambas as séries são uma trilogia Independente que a SDE faz o favor de partir aos bocadinhos para ganhar mais uns trocos.
      Cummprimentos

      Eliminar
    3. Olá Nuno. Obrigado por já teres respondido.

      Abraço!

      Eliminar