sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

O SEXO AO LONGO DOS TEMPOS


Autor: Karen Dolby

Título original: History's naughty bits




Sinopse: Reis, rainhas, papas, imperadores, presidentes, santos e filósofos, todos farão a sua aparição neste relato fascinante e surpreendente da história do sexo. Há quarenta mil anos, o homem pré-histórico lutava para sobreviver à Idade do Gelo e vivia em cavernas. Enquanto travava uma batalha pela sua vida, ainda conseguiu arranjar tempo para esculpir figuras voluptuosas para nenhum outro fim que não o seu próprio prazer. Mas nem só os homens e as suas artimanhas sexuais fizeram história. Sabe-se que Messalina, mulher do Imperador romano Cláudio, chegou a gerir um bordel onde a própria trabalhava usando um nome falso. O sexo foi sempre uma parte importante da vida do ser humano em todos os níveis da sociedade. Contudo, a atitude em relação ao sexo mudou radicalmente depois de Santo Agostinho e do seu conceito de «pecado original». O seu novo conjunto de regras rígidas, considerando o sexo aceitável apenas dentro do casamento, abriu as portas à «culpa» e a mil formas de nos divertirmos com ela.



Após ler a sinopse deste livro fiquei interessado, principalmente porque acreditei que a narrativa iria explorar as loucuras dos grandes lideres perante o sexo oposto, os erros que cometeram pela luxúria e, claro, a evolução do poder da mulher na nossa sociedade até deixar para trás a etiqueta de "sexo fraco". 

Este livro oferece tudo isso numa narrativa que tenta explorar a evolução do poder do sexo, não só a nível social, mas também religioso. Foram muitos os grandes nomes da nossa História que cometeram loucuras por amor e por sexo, muitos levaram povos inteiros a travarem sangrentas guerras, outros enlouqueceram, outros encontravam nesses momentos a sua força e motivação para se superarem. Pelo meio, paixão e frustração, componente essenciais para que algumas decisões tenham ido para um lado, em vez de para outro.

No global, este livro é um olhar interessante na evolução desse peso, mas também no despertar da mulher como pessoa capaz de ganhar poder a partir deste tema, quer seja ele paixão ou luxúria. A narrativa da autora é interessante, escrita com calma e por forma a levar-nos a perceber o essencial. É verdade que gostava de ter visto alguns temas mais aprofundados, mas também percebo que levar este livro para algo mais profundo poderia quebrar um ritmo que já de si é lento.

Este não é um livro viciante, nem tem como obrigatoriedade que o seja. O que temos aqui é um estudo interessante sobre um tema que nem sempre é divulgado e que tanto poder tem em todos os dias da nossa vida. Quer seja por bem estar, por reprodução ou simples prazer, o livro tenta oferecer um pouco dos vários olhares que podemos ter do mesmo tema em momentos diferentes da História. No meu caso, esta não foi uma leitura compulsiva, mas agradou-me bastante a forma como a autora estruturou a sua narrativa para chegar a algumas conclusões nas páginas finais, e que também me levou a pensar sobre o tema.

Não será, obviamente, um livro que nos agarra a cada página nem será dos nossos favoritos, mas o trabalho da autora tem a qualidade necessária para que um leitor com interesse no tema fique curioso até ao fim, pois a autora usa de vários factos históricos para nos enquadrar e também agarrar ao tema. Para todos aqueles que achem o tema interessante e queiram saber um pouco mais sobre como o sexo ajudou a escrever a História da Humanidade, este é um bom livro.

Luís Pinto

2 comentários:

  1. Um tema interessante de vários pontos de vista e uma análise muito boa. Parabéns

    ResponderEliminar
  2. Parece-me um livro a ler nos próximos tempos. Boa escolha de leitura como sempre, Luís.

    ResponderEliminar