quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

FRATURADO


Autor: Karin Slaughter

Título original: Fractured






Sinopse: Abigail Campano chega a casa e entra num cenário de pesadelo. Uma janela partida, uma pegada de sangue na escada e, a visão mais devastadora de todas, a sua filha adolescente morta no chão. Sobre ela está um homem com uma faca ensanguentada na mão. A luta que se segue vai mudar a vida de Abigail para sempre.
Quando a polícia local comete um erro que não só ameaça a investigação mas também coloca em perigo a vida de uma jovem, o caso é entregue ao agente especial Will Trent do Georgia Bureau of Investigation. Will terá como parceira a detetive Faith Mitchell, do Departamento de Polícia de Atlanta, que logo no primeiro encontro lhe mostra que não é a sua maior fã.
Sob o calor implacável do verão de Atlanta, Will e Faith percebem que só trabalhando juntos conseguirão travar o homicida brutal que tem como alvo uma das comunidades mais ricas e privilegiadas da cidade. Antes que seja tarde demais.



No início deste ano li o primeiro livro desta série. Tríptico (podem ler a minha opinião aqui) foi uma lufada de ar fresco no género. É uma leitura intensa, inteligente e marcante. Com Fraturado, segundo livro da saga (podem ler este sem ter lido o primeiro, mas aconselho a leitura do primeiro livro para maior conhecimento do personagem principal) tinha o receio de as expectativas matarem a leitura. Tríptico foi um livro que apreciei bastante, mas poderia a autora repetir o feito?

Sendo o mais direto possível, este livro está ao nível do anterior, o que é fantástico. É verdade que gostei mais do tema base do anterior, mas a qualidade da obra é idêntica, demonstrando que Tríptico não foi apenas sorte, mas sim que a autora sabe o que faz, e faz bem.

O que mais apreciei neste livro foi a forma como a autora aprofundou a personagem principal. Trent é um detetive interessante, com problemas, mas com o qual não sentimos um forçar da história para que os seus traumas encaixem no enredo de forma óbvia. A narrativa, intensa e objetiva, está sempre muito perto do personagem em si, revelando momentos do passado, alguns medos, alguns orgulhos, mas nunca deixa a investigação para segundo plano. A forma como Trent é aqui explorado encaixa no ritmo, que nunca baixa, e torna-se num dos principais fatores que nos levam a continuar a ler. Claro que a trama principal será sempre a investigação, mas a autora não se foca apenas nessa questão, e "puxa" para a nossa atenção algumas personagens que poderiam parecer quase irrelevantes.

Todavia, o que fica na memória é o elevado ritmo e a inteligência do enredo. Bons diálogos, sem a sensação de que a autora esteja a forçar algo (tirando um ou outro momento que parece mais forçados) e com o leitor a passar a grande parte da leitura a tentar perceber todas as pistas e a adivinhar a revelação final, o que não será fácil pois a autora consegue esconder alguns factos importantes.

Por fim, salientar que a relação entre Trent e Faith está bem conseguida. No início pode parecer que a autora entra no cliché dos dois polícias que não se dão bem, mas aos poucos essa sensação desaparece, pois existe uma base bem sustentada para tal, principalmente com as duas personagens a terem personalidades vincadas e coerentes. 

Não me alongo mais pois não quero revelar pormenores deste enredo, nem do livro anterior. Fraturado é um livro inteligente e com ritmo elevado. Na minha opinião a autora conseguiu oferecer um livro ao nível do primeiro, algo que me surpreendeu, dando uma primeira confirmação que esta é uma autora a ter em conta se apreciam o género. Agora aguardo o terceiro livro, para perceber se a autora conseguirá manter o nível, algo que não será fácil.  

Luís Pinto

3 comentários:

  1. Olá Luís. Por recomendação tua li o primeiro livro desta série a adorei. Foi alucinante. Um livro adulto e bem pensado e bem rápido. Vou ler este de certeza e estou muito otimista por teres gostado.
    Abraço!

    ResponderEliminar
  2. Lá está o Luís a convencer-nos com as suas críticas. Acho que vou comprar os dois da série para o meu marido. Ele adora o género e esto ua dever-lhe uns livros à bastante tempo.

    Continuação de boas leituras.

    ResponderEliminar
  3. Este vai para a lista de natal, pode ser que ainda vá a tempo!

    ResponderEliminar