sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

AS PROMESSAS DA NOITE


Autor: Sadie Matthews

Título original: Promises after dark




Sinopse: O fim de relação com Dominic deixou Beth de coração despedaçado. Acreditara desde o início na força daquele amor que seria eterno, mas um mal-entendido mostrou-lhe a fragilidade da relação e deitou tudo a perder. Por mais que tentasse evitar a constante presença e interferência de Andrei Dubrovski no seu relacionamento, o poder deste impedia-a de ser livre.
Desde que o conhecera que Andrei teimava em impedir a sua felicidade junto a Dominic, e desta vez parecia ter finalmente alcançado o seu objetivo. Dominic partira rumo a um novo projeto profissional e, porventura, a uma nova vida amorosa sem Beth. Mas será que Andrei conseguirá o que quer?
A persistência de Beth no amor que sente por Dominic, e a certeza de que nada pode ter feito de errado, irão levá-la a viajar desesperadamente até Paris, atrás de Dominic, na esperança de uma reconciliação e, quem sabe, de provar que o verdadeiro amor pode superar as mais graves das provações.



Terceiro e último livro da famosa saga de Sadie Matthews, acaba por se revelar o melhor dos três graças a uma estratégia que a autora começou a implementar no segundo livro e que consegue concretizar neste último.

Em primeiro lugar está a transformação de Beth, que lentamente passa da frágil e desamparada rapariga (muito usual neste género) para uma mulher muito mais decidida e psicologicamente forte. Este é, provavelmente, o ponto que mais gostei nesta saga, pois se Beth continuasse igual durante os três livros, acabaria por me afastar da saga. Esta evolução de Beth ajuda a que o enredo se possa também transformar, começando num forte enredo erótico, direcionado para o sexo, até chegarmos a este livro no qual a parte erótica passa para segundo plano, mostrando agora uma mulher que sabe o que quer e que se vê envolta na paixão que foi crescendo nesta saga. É por isso um livro mais sentimental e menos físico, apesar de continuarmos a ter pela nossa frente algumas cenas bem explícitas.

Outra transformação inteligente é a de Dominic, que também se afasta um pouco do estereotipo do homem usado neste género (seguro, realizado e atraente). Aliás, o que a autora consegue fazer melhor do que a maioria dos escritores deste género é fugir do que é banal nos romances eróticos. Claro que existem momentos forçados e clichés, ou momentos, principalmente no início da saga, em que a personalidade de Beth nos poderá afastar, mas aos poucos vai convencendo. Obviamente que para tal muito contribui o facto de a saga se tornar cada vez menos um enredo de erotismo e mais um romance com uma base interessante e intensa, que nos leva a percebermos melhor as personagens em vez de sermos apenas "atropelados" pelas suas certezas ou inseguranças. É esse conhecimento, que oferece coerência, que me afasta de alguns livros do género em que apenas ficamos a saber que existe uma pessoa que é segura e controla, e outra que é insegura e é controlada. Continua a ser uma saga erótica, mas o peso desse erotismo deixa de ser tão influente.

Sendo o fim da saga não irei revelar detalhes, mas o conhecido trio amoroso está bem conseguido. Sendo um livro dentro de um género onde a história costuma ser relegada para segundo plano e os momentos eróticos enchem as páginas, é interessante ver que a autora tenta dar algum peso à sua história, mesmo sem aprofundar muitos temas que poderiam ter mais destaque. Com um ritmo agradável o livro irá convencer quem goste do género e destaca-se dentro da trilogia mesmo tendo em conta que o seu óbvio final poderá não surpreender muitos leitores.

Obviamente que não é uma obra prima, nem nos enche as medidas com uma qualidade avassaladora, mas dentro do seu género é do melhor que já li, porque consegue ter mais profundidade na ligação entre as três personagens. Se querem ler algo deste género, esta trilogia é uma boa escolha.

Luís Pinto

Sem comentários:

Enviar um comentário