sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

INCEPTION - The Shooting Script


Autor: Christopher Nolan



O filme Inception (A Origem) está no meu top 10. Para mim trata-se de um conceito original e fantástico, uma história excelente, com personagens que ficam na memória, e claro uma realização de sonho. Aliás, Christopher Nolan nunca me desiludiu com os seus filmes e no topo está o grande Prestige, baseado no livro que já comentei neste blog.

COBB: You're waiting for a train. A train that will take you far away. You know where you hope this train will take you, but you can't know for sure. Yet it doesn't matter...

Mal looks at his across the railroad tracks. Replies-

MAL: Because you'll always be together

No entanto estamos a falar de um dos filmes mais “confusos” dos últimos anos, talvez de sempre, e muito graças àqueles segundos finais. Mas afinal o que aconteceu? As teorias pelo mundo da internet são tantas, e sem Nolan a dar uma decisiva resposta sempre que é questionado, decidi ler o guião do livro.
Apenas publicado em inglês, este livro foi o primeiro guião que alguma vez li. Uma leitura diferente, onde apenas recebemos de informação o local, acção e falas. Posto isto, será difícil para alguém que não tenha visto o filme conseguir visualizar todo o esplendor gráfico que o guião nos tenta transmitir. No entanto o visionamento do filme não é obrigatório, mas quem já o tenha feito terá neste livro uma ideia mais aprofundada sobre a história e todo o seu conceito.

Agora a pergunta que eu fiz enquanto lia este livro: Este guião explica o final do filme? A resposta é não, mas existem muitas outras curiosidades que aparecem nestas páginas, e outras perguntas respondidas. Os diálogos são por vezes mais extensos e complexos, por vezes são-nos descritos pequenos detalhes que são realmente importantes e ainda existe um bom conjunto de cenas que acabaram por não ser incluídas na versão cinematográfica mas que aparecem neste livro, ajudando a conhecer um pouco melhor este mundo fantástico e os conceitos base das Extracções e Implementações.

De resto o livro é bastante fiel ao filme, ou não fosse o guião. As personagens conseguem ter a sua força, mesmo sem grandes descrições, e a personagem Cobb é realmente fantástica para mim, ao ponto de considerar a sua relação/culpa com a sua mulher Mal o grande trunfo desta história. Tudo isto num mundo bastante detalhado, onde se vê a mestria de Nolan e a sua capacidade de criar "pormenores descritivos" mas também pormenor em explicar o que é importante para se compreender o que vai acontecendo.

Resumindo, um livro para os grandes fãs deste filme, cheio de curiosidades e algumas respostas. O prefácio mostra-nos uma agradável discussão entre Chris e o seu irmão sobre este mundo, aguçando o interesse, e ficamos ainda com uma melhor noção do que foi a ideia base de Nolan, como se desenvolveu durante 10 anos até se tornar neste guião.
Algumas descobertas, mas no fim, aquele final, continuará na vossa cabeça. Para mim o melhor filme de 2010 e um dos melhores de sempre, esta primeira leitura de guiões de filmes foi uma experiência excelente e à qual irei regressar com outros filmes. Christopher Nolan é, na minha opinião a par de David Fincher, o grande realizador dos últimos anos, e Inception uma verdadeira obra de arte.

COBB: What’s the most resilient parasite?

CUT TO:
INT. SAME ELEGANT DINING ROOM - NIGHT (YEARS EARLIER)

The speaker, COBB, is 35, handsome, tailored. A young Japanese man, SAITO, eats as he listens.  
COBB: A bacteria? A virus?

Cobb gestures at their feast with his wine glass-

COBB: An intestinal worm?

Saito’s fork pauses, mid-air.
Cobb GRINS.
A third man is at the table-ARTHUR. He jumps in to save the pitch-

ARTHUR: What Mr. Cobb is trying to say-

COBB: An idea.

Saito looks at Cobb, curious.

COBB: Resilient, highly contagious. Once an idea’s taken hold in the brain it’s almost impossible to eradicate. A person can cover it up, ignore it- but it stays there.

16 comentários:

  1. O melhor filme de sempre! Nem precisava de ter efeitos especiais. A história é simplesmente avassaladora.

    Parabéns pela divulgação, não conhecia. Optima crítica.

    ResponderEliminar
  2. Vi o filme e até certa parte é confuso sim, chegando por vezes a questionar se tinha feiro bem em gastar dinheiro para ver um filme assim, mas depois que se percebe até gostei bastante.
    Mas guiões não são mesmo o meu génro assim como teatro também não, não gosto mesmo.
    o Auto da barca e felizmente há luar foram verdadeiros suplicios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O felizmente à luar também não foi facil para mim, mas acho que foi mais uma barreira mental que criei que também não ajudou. lol

      Eliminar
  3. Não conhecia o livro. Não fazia ideia que existia, mesmo sendo só um guião. A história é excelente, das melhores que alguma vez passaram pelo cinema. Obrigado por mais uma excelente divulgação. estás sempre em grande e este é um filme que todos deviam ver.

    ResponderEliminar
  4. Também não é o meu tipo de livro. Li uma vez um guião e não gostei, mas com este livro talvez um dia abra uma exceção, em inglês até deve ficar barato. Agora aquele final, excelente, sem palavras. Gostei muito da tua opinião e das transcrições que colocaste.

    ResponderEliminar
  5. Volto a dar-te os parabéns pela diversidade dos livros que apresentas. Em relação ao livro/ filme, o final é mesmo incrivel, a história uma verdadeira obra de arte. Não conhecia o livro mas sendo um guião percebo que nunca tenha chegado a Portugal. Mas como fã do filme vou ver se o encontro.

    Rui LE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se o encontrares diz-me o que achaste.

      Eliminar
  6. O filme é excelente e conta com boas interpretações. Quanto ao livro não sei se alguma vez terei curiosidade suficiente para o ler, mas fica a tua dica. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, o di Caprio está em grande! Gostei mesmo muito do filme.

      Eliminar
  7. Adoro o filme! Um dos melhores filmes dos últimos anos... Aliás, como tu acredito que Christopher Nolan e David Fincher são verdadeiramente inovadores com filmes que desafiam a nossa mente e valem todo dinheiro ( cada vez mais caro::() do bilhete de cinema.Constam no meu panteão de realizadores indiscutíveis. O final de Inception ainda hoje me maravilha: será sonho ou realidade?... Porém, os grandes filmes são assim deixam-nos pensativos e maravilhados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Jojo. Sim, lembro-me que já tínhamos falado isso e ambos adoramos o trabalho do Nolan e do Fincher. O fim deste filme é daqueles que pensamos muitas vezes quando gostamos. Eu tenho a minha teoria, mas unca saberei se está certa.

      Eliminar
  8. Filme fabuloso. Dos melhores de sempre com um final que deixa cada um a pensar. Eu ainda hoje penso nele! O livro não conhecia, vou dar uma olhadela e tal como tu acho que a ligação entre o Cobb e a mulher são o ponto forte do filme. Excelente mesmo.

    Issac Font.

    ResponderEliminar
  9. Sou um enorme fã do filme mas não sabia do livro. Já o comprei na net. Muito barato. thanks pela dica. Continua!

    ResponderEliminar
  10. Só pela escolha do texto que colocaste aqui já valia a pena ler a tua crítica. Nunca tinha visto um guião. O que colocas-te aqui são dois grandes momentos do filme.
    O texto está todo muito bom. Parabéns.

    ResponderEliminar
  11. o filme é excelente a a tua opinião também. Parabéns pelo que escreves-te. Também gostei muito das frases que escolheste. Pena o livro não existir em PT

    ResponderEliminar