quinta-feira, 16 de outubro de 2014

OS INOCENTES


Autor: Taylor Stevens

Título original: The Innocent



Sinopse: Vanessa «Michael» Munroe trabalha com informação. Após fugir a uma infância traumática, a sua aprendizagem e o seu treino permitem-lhe obter todo o tipo de informações, independentemente do cenário ou do país onde se encontre. Por isso, é agora contratada por empresas, instituições ou privados que pagam os seus serviços únicos no mundo.
Destacada para uma missão de alto risco, Vanessa tem de resgatar Hannah, uma rapariga de treze anos, da sua reclusão no seio de uma fanática comunidade religiosa conhecida como «Os Eleitos».
O processo de libertação de Hannah vai resultar em situações complexas e perigosas, mas, com a ajuda do especialista em segurança Miles Bradford, vai também permitir uma nova vida para esta heroína intrigante e com um passado devastador. O lado mais violento e instintivo de Vanessa irá revelar-se em nome da justiça: matar pode não ser necessariamente mau, se houver inocentes envolvidos.


Após ter lido o primeiro livro desta saga (A informacionista, cliquem aqui para lerem a opinião) fiquei com vontade de ler o segundo, principalmente por causa da personagem principal. Vanessa, a nossa personagem principal, apresenta uma personalidade complexa mas que pedia para ser mais aprofundada. E é o que acontece aqui.

A grande diferença entre estes dois livros é que este segundo é mais virado para os problemas psicológicos de Vanessa. Se no primeiro livro ficamos com a sensação que estamos perante uma personagem que não consegue encontrar um equilíbrio emocional, o segundo é a confirmação, e toda a tensão deste thriller é muito mais focada nos problemas de Vanessa do que na trama que avança o enredo.

O resultado deste foco é ficarmos perante um livro que não nos agarra pela trama em si, mas antes pela luta interior de Vanessa e a sua procura por tranquilidade num enredo que não o permite alcançar, pois Vanessa estará constantemente em ação. E é ao ganharmos simpatia por Vanessa que vamos lendo, procurando a solução, mesmo sabendo que Vanessa não conseguirá deixar os seus problemas de um momento para o outro.

Tal como no primeiro livro, o ritmo é constante, com uma escrita simples, forte quando é necessário, mas sempre muito objetiva e com momentos inteligentes. Este é um livro que não tem momentos lentos e mesmo quando se foca totalmente em Vanessa, a narrativa é sempre rápida. Existem ainda outras personagens interessantes, mas nenhum consegue fazer sombra a Vanessa em nenhum momento e no final a sensação com que fiquei é muito clara: este livro prepara o leitor para o próximo, para algo que Vanessa fará e que terá a sua explicação no desenvolver da sua personagem neste livro. Se assim for, o trabalho da autora poderá ser aplaudido se tudo encaixar no final. Resta esperar.

Voltando à trama, o enredo está bem conseguido e a história central tem coerência, mas onde ganha pontos é no ritmo que já mencionei. O problema deste livro é que se foca demasiado em Vanessa para quem procure uma intriga mais complexa. Quando digo isto não falo em número de páginas, mas sim no facto de o que faz o leitor continuar a ler são os problemas de Vanessa e não o enredo em si, que está presente para ajudar a desenvolver a personagem, e não o contrário. A aposta da autora é clara e Vanessa ganha bastante com isso enquanto que a trama perde e as restantes personagens não têm espaço. No entanto é preciso destacar que existem personagens secundárias interessantes e que se forem mais exploradas no próximo livro, poderão dar uma boa contribuição ao fim da trilogia.

O resultado final é um livro que demonstra estar montado de forma inteligente e apesar de não deslumbrar, consegue agarrar-nos facilmente e superar o livro anterior em alguns aspetos. As portas que deixa aberta poderão ser uma boa base para o próximo livro e Vanessa torna-se cada vez mais uma personagem marcante. Para quem goste do género, este livro é uma leitura que agradará e vos deixará à espera do próximo para sabermos até onde poderá ir Vanessa.

Luís Pinto

2 comentários:

  1. Olá Luis. Ainda bem que falaste sobre este livro porque já o andava a namorar à uns dias e acho que vai ser levado para casa nos próximos dias. Gostei bastante da tua opinião e também quero ver o que dizes sobre o final. Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar
  2. Aproveite e li as tuas duas opiniões a esta série. Não sei porquê mas a opinião ao anterior falhou-me. Este é o meu género e vão ficar aqui em lista de espera para futuras compras porque também já ouvi falar bem da autora.

    ResponderEliminar