segunda-feira, 17 de outubro de 2011

A DANÇA DOS DRAGÕES

Autor: George R. R. Martin

Título original: A Dance with Dragons



Ao contrário de muitos outros fãs desta saga, eu não tive de esperar os vários anos que Martin precisou para escrever este livro, mas talvez contagiado pela excitação daqueles que há mais de 5 anos esperavam, também eu olhei para este livro com expectativas altas, ou não estivéssemos a falar de George R. R. Martin.
Este é um livro que não desilude, mas também não deslumbra, e porquê? Passo a explicar: sendo cronologicamente uma continuação de A Glória dos Traidores e como tal, a sua acção a passar-se ao mesmo tempo de O Festim de Corvos, também este livro apresenta um ritmo mais lento, e uma vez mais vemo-nos rodeados pelos jogos de bastidores onde novas alianças são criadas, agora que a guerra parece esfumar-se. Sendo assim, sentimos a mesma sensação que a ler o Festim, a sensação que estamos a ler um livro que é mais de personagens e suas decisões do que dos acontecimentos propriamente ditos. 
Se nos dois livros anteriores ganhamos os “olhos” de personagens de Dorne e das Ilhas de Ferro, agora ganhamos Melisandre e Cheirete. Começando por Melisandre, o seu único capítulo é muito bem conseguido, não pelo que revela, e é bastante até, mas essencialmente por dar a ideia que há muito mais a revelar sobre esta personagem. Já Cheirete apresenta-se como uma personagem fabulosa e é na minha opinião o grande toque de qualidade deste livro, não só pela personagem, pelos seus pensamentos, mas essencialmente pela forma como esta personagem é construída. Quem ler o livro perceberá o que quero dizer. Desde o início que olhei para Martin como um autor capaz de criar grandes personagens, mas esta realmente deixou-me de boca aberta, pelo inesperado, pela capacidade de transição que Martin faz entre personalidades, e pela crueldade do mundo que rodeia este Cheirete e como este mundo o condiciona a cada instante. Cada capítulo desta personagem é brilhante pois quase cheiramos, não o seu cheiro, de onde vem o seu nome, mas sim do medo que transpira.   
Tal como está escrito no livro : “- Um leitor vive mil vidas, antes de morrer – disse Jojen. – O homem que nunca lê só vive uma.”, e nós vamos vivendo as vidas destas personagens, que cativarão cada leitor de forma diferente, e observamos a evolução das mesmas. Nesse aspecto penso que Daenerys é quem mais evolui, principalmente pela necessidade de ganhar uma maior maturidade devido aos problemas que enfrenta, e tal evolução agradou-me, principalmente porque nunca foi das personagens que mais me cativou. Tyrion e Jon Snow estão presentes com vários capítulos e também não desiludem, mas uma vez mais dentro do ritmo que anteriormente falei, o ritmo de acontecimentos mais lento depois da guerra. No entanto as linhas onde Snow aparece são uma boa mistura de dúvidas interiores e necessidade de responsabilidade, “mata o rapaz”.
De salientar ainda que tal como previsto no livro anterior, Martin fez-nos olhar para um lado quando a verdade está no outro, e se tal poderia ser previsível, já o como seria feito era o que queríamos saber. A questão é: existirá ainda mais alguma coisa que pensámos ter visto e estamos enganados? Espero que sim.
Resumindo esta opinião, que no fundo é apenas metade do original A Dance with Dragons, este livro não é o melhor da saga, mas apresenta um ritmo superior ao O Festim de Corvos, deixando a expectativa que o próximo livro (segunda metade de A Dance with Dragons) poderá desenvolver mais a história para a qual não vemos um fim à vista. 

Existirá certamente alguém que olhe para este livro e o ache abaixo do que desejavam, obviamente nós desejamos sempre mais, principalmente numa saga tão boa. Eu pessoalmente penso que Martin arriscou quando decidiu dividir os livros entre Norte e Sul, e esse risco nota-se agora. Se olharmos para este livro como o completar do livro anterior, certamente encontraremos muito mais qualidade do que à primeira vista, e principalmente encontraremos um trabalho exaustivo, certamente, para que tudo encaixe com tantas personagens a moverem-se.
Mal posso esperar pelo próximo, mas agora também eu estou condenado a esperar um pouco mais pela continuação...
Onde quer que as rameiras vão...

23 comentários:

  1. Ainda não cheguei nem de perto a este livro, no entanto não resisto a ler as opiniões do teu blog porque sei que nada revelas. Esse cheirete de que falas deixou-me intrigado e dá-me mais vontade de ler.
    Uma vez mais uma opinião esclarecedora. Parabéns.

    ResponderEliminar
  2. Tal como disse o visitante Gonças MU, também ahcie esta crítica bastante esclarecedora e percebo também a sua indirecta questão, se a segunda parte do livro será suficiente para colmatar tantos anos de espera. Há muitos anos que leio esta saga e também espero o próximo. Até lá continuarei a seguir o seu blog que é uma lufada de ar fresco, muito agradável. Não basta ler e opinar, é preciso sentir e perceber, e o Luis fá-lo bastante bem.

    ResponderEliminar
  3. Não perderei mais tempo a elogiar este blog e a tua escrita. Já é conhecida a qualidade do que escreves. Em relação ao livro acho que esta história está cheia de pontas soltas, e que Martin terá um enorme esforço pela frente. Não vejo um fim à vista e mal vejo a hora de ter os próximos nas minhas prateleiras!

    ResponderEliminar
  4. Conheço este blog há muito pouco tempo mas como já lhe disse antes, aprecio bastante a sua forma de escrever e afirmo que a sua opinião ao Fiel Jardineiro é ao mesmo tempo uma crítica e um texto para reflectir.
    Em relação a esta saga, penso que já muito se falou. eu não tenho ideia formada ainda mas irei confiar na sua escolha e averiguar melhor. Não pare de escrever, continue a divulgar esta arte que são os livros.

    ResponderEliminar
  5. Depois de ler a tua opinião sobre o Glória de traidores tenho tentado ler o mais rápido possivel para lá chegar. as boas opiniões continuam da tua parte a esta saga, o que também me diz para não parar, mas ainda me falta mt!

    ResponderEliminar
  6. Uma vez mais obrigado a todos pelos elogios!

    ResponderEliminar
  7. Mais um para ler! obrigado por não revelares nada! continua assim.

    ResponderEliminar
  8. Boa noite.

    Depois de ler esta excelente cronica e de ter terminado agora o Festim dos Corvos, será sensato ler a Dança dos Dragões primeiro que o Mar de Ferro?

    o Espaço temporal da Dança dos Dragões termina no inicio do Mar de Ferro ?

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  9. Olá RLacerda! Antes de mais obrigado pela visita e pelo comentário.
    Em relação à pergunta que me fazes, a minha opinião é que leias primeiro o Mar de Ferro.
    Primeiro porque não se consegue de forma exacta perceber onde acaba cronologicamente Dança de Dragões. Mas o principal é o facto de Dança dos dragões, se lido primeiro que Mar de Ferro, ir retirar-te algumas surpresas que terias ao ler primeiro o Mar de Ferro. Principalmente com as personagens de Dorne e suas movimentações.
    Claro que é sempre preciso alguma ginástica mental para relembrar alguns detalhes no momento em que tiveres a ler o Dança, mas sinceramente aconselho-te a leres os livros pela ordem em que saíram.
    Se tiveres mais alguma questão estás à vontade!

    ResponderEliminar
  10. Ok, assim será, seguirei a ordem.

    Muito Obrigado pela rápida resposta, estava já com um pé na livraria =), comecei a ler esta saga a pouco mais de um mês e está difícil de parar para respirar, já estou a temer pela ultima pagina da Dança dos Dragões.

    Já há alguma previsão para a "estreia" da 2ª metade da Dança dos Dragões?

    Mais uma vez Muito Obrigado

    ResponderEliminar
  11. A ler à velocidade da luz pelo que vejo. Realmente não é fácil parar de ler. Não sei quando sairá o próxima, mas já ouvi falar em Janeiro. Eu gostava que fosse no Natal. Não é fácil esperar mas também depois do próximo teremos alguns anos de espera, o que será ainda pior.

    ResponderEliminar
  12. Bem, depois de ler este ultimo Livro fiquei desesperado para ler o próximo.

    Adorei este livro como os outros todos, não foi o que mais acção teve a nível de conflito entre personagens mas houve muitas movimentações no tabuleiro( Wyman Manderly ganha o Prémio de melhor jogada e o que mais me surpreendeu) e novas pedras em movimento (o novo povo de Bran, um tal de Griff e o seu filho e Benerro...).
    Acabei por ficar a temer por Jon Snow parece-me que esta a percorrer um caminho muito sinuoso onde um passo mal dado é a "morte do artista", Melisandre neste livro mostra o seu lado humano o que se calhar faz perder peso como peça poderosa no tabuleiro.
    Já no Casamento Vermelho fiquei atento a personagem Roose Bolton e neste livro deixou-me com pontas soltas, a rever.
    Do outro lado do mar as movimentações são muitas onde existe varias jogadas a escolher e só uma será executada... ou não, ai quer me parecer que Martin vai voltar a mostrar o melhor do seu Génio.

    O que mais me cativa nesta Saga é que ao fim de 10 livros ainda não temos uma noção do bem e do mal, não temos noção quem são as pedras mais poderosas e mais fracas neste tabuleiro e qual o epicentro desta grande teia: será o Trono de Ferro ou Muralha? Será o Norte ou o Sul? Será Essos ou Westeros? Serão os Deuses?

    Pode ser que em Janeiro com o Reino do Caos algumas dessas respostas sejam esclarecidas, eu pessoalmente desisti de concluir o que quer que fosse, todas as minhas previsões saíram ao lado...

    Agora só nos resta aguardar até Janeiro.

    ResponderEliminar
  13. Olá RLacerda!

    Também eu estou desesperado por ler o róximo, mesmo achando que este livro ainda não está ao nível de anteriores, ao ver estas jogadas uma pessoa quer sempre mais e saber como tudo irá acabar.

    Para mim o Manderly tem uma jogada genial mas também arriscada! O Griff e o seu filho são uma grande surpresa e nem sei o que poderá sair dali. só espero que no próximo livro já se saiba mais alguma coisa! Em relação ao Snow, parece que alguma coisa irá correr mal mais cedo ou mais tarde. Só espero que o Martin não faça das suas.

    Em relação a tentar adivinhar o quer que seja, estou como tu. Há muito que desisti.
    É esperar até Janeiro. Não vai ser fácil!

    ResponderEliminar
  14. Agora ate Janeiro tenho que procurar outro livro/trilogia/saga para me entreter, andei a pesquisar e encontrei estes:

    Cronicas do Regicída (O nome do Vento ; O medo do Homem Sábio)de Patrick Rothfuss, ao qual a critica ja apelida o novo GRR Martin.

    Idade dos Cinco (A Sacerdotisa da Luz ; O Tecedor de Sonhos ) de Trudi Canavan

    O Rei do Inverno (O Rei do Inverno (1995) · O Inimigo de Deus (1996) · Excalibur (1997)) de Bernard Cornwell

    Aprendiz de Assassino de Robin Hobb

    Acácia de David Anthony Durham

    Sendo que as Cronicas do Regicída é o que me está a seduzir mais, no então quero ouvir/ler mais opiniões sobre que livro comprar.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  15. Ola RLacerda!

    Dessas sagas que falas conheço as últimas três, mas nunca li a trilogia do Rei do Inverno, já muito famosa. Se gostares das Crónicas do Regicida diz-me!

    ResponderEliminar
  16. Em primeiro lugar, as minhas felicitações pelo bom conteúdo do blog. Também sou uma fã incondicional das Crónicas de George R.R. martin e, tal como todos vocês, também (des) espero pelo próximo volume. Entretanto, notei que se questionavam sobre a trilogia do Rei do Inverno e posso recomendá-la vivamente. Já a li há uns anitos e considero que foi das melhores sagas com que até hoje me deparei. Um universo brutal,bem ao estilo medieval,que não poupa os pormenores mais crus mas que me conseguiu prender até à última página. A não perder!

    ResponderEliminar
  17. Esqueci-me de referir no post anterior que o nome do vento é também um óptimo livro,verdadeiramente empolgante (e o segundo volume já saíu :)).Contudo,se GeorgeR.R. Martin se demorar muito com o próximo volume que,segundo consta, se chamará "The wings of winter",ainda poderão deliciar-se com um óptimo livro,de uma autora americana muito pouco conhecida,Sarah Micklem e o seu "Espinheiro Sagrado" que,ao contrário do que o nome indica, muito pouco tem de místico. Muito bom,bem ao estilo de que aqui falamos. Como bons apreciadores de GeorgeR.R. Martin, não ficarão decepcionados! O único senão é que esperei alguns cinco anos pelo segundo volume que ainda não vi traduzido para português...

    ResponderEliminar
  18. Cada vez fico mais convencido que terei de ler o Rei do Inverno. Sempre ouvi falar bem, pode ser uma boa saga para ler enquanto o GRRM escreve o próximo livro.
    Esse livro, Espinho Sagrado, não conheço, mas vou dar uma vista de olhos! Obrigado pela sugestão.

    ResponderEliminar
  19. Boa tarde... Andava eu à procura de uma data de publicação para a segunda parte da dança com os dragões quando encontrei o teu blog.
    Gostei bastante do teu comentário. Desde Setembro 2010 que descobri esta coleção e devoro os livros...Pior, já pus outras pessoas a devorá-los!
    O Cheirete é a personagem que mais me perturbou, como dizes mexe com o nosso próprio medo... sente-se!
    Confesso que já tenho o volume completo em Inglês mas torna-se muito dificil ter as mesmas sensações em termos de leitura dado o pouco à vontade com o tipo de linguagem, as expressões idiomáticas, etc. Enfim, ansiosamente à espera de Janeiro para saber "para onde vão as rameiras"!

    Já agora, recomendo vivamente o Rei do Inverno do Bernard Cornwell :)

    Clara

    ResponderEliminar
  20. Olá Clara! Obrigado pelo teu comentário. Mais uma pessoa a recomendar-me o Rei do Inverno!

    Também adorei o Cheirete e é a personagem que mais vontade tenho de voltar a ver no próximo livro. Janeiro... Janeiro...

    ResponderEliminar
  21. Aprovado.

    O livro : O nome do Vento - Patrick Rothfuss, é muito bom mesmo, já estou a ler o 2º -O medo do homem sábio.

    Para quem gostou do Harry Potter vai adorar esta saga (saga do regicída) Se o HP era uma historia juvenil esta é um pouco mais para adultos, apesar de o nivel de linguagem ser "asseada" sem palavrões ou descrições muito pesadas.
    É um historia narrada pelo próprio herói a um Cronista para dar a conhecer as verdadeiras versões das suas aventuras.
    O Herói(Kvothe) vem de uma família de artistas de gabarito que viajam pelas vilas e cidades, quando conhecem um Arcano(estilo Merlin) e este desperta o seu sonho para a realidade, entrar na universidade, ao estilo HP sendo que aqui não é necessário pertencer a um tipo de raça, basta ter capacidade racional para poder controlar a mente com mestria.
    A universidade tem varias faculdade para alem da Magia(Simpatia) como medicina, Línguas, Alquimia, etc
    A sua verdadeira historia como herói começa quando entra na Universidade já a historia que vem de trás mostra como foi moldada a sua personalidade e as suas escolhas.

    Não tem nada a ver com a Saga de de Martim apesar de haver raras descrições semelhantes mas nada de mais, mais parecido a HP sendo que Kvothe não é um betinho como Potter mas sim um actor, musico, mendigo, ladrão, orgulhoso e sem medo, é mais másculo... =)

    Eu gostei e aconselho vivamente, a 1ª parte parece ser um pouco parada 130 paginas, depois as restantes 830 são viciantes, eu acabei por ler o livro em 4 dias ... neste fds que passou.
    Podes dar inicio a essa leitura que vai valer a pena, deduzo que vais adorar, mas isso sou eu a falar que pouco percebo disto .

    Abraço

    ResponderEliminar
  22. olá RLacerda. Obrigado pela tua sugestão. Estou a ver que qualquer dia tenho mesmo de ler isso. Já várias vezes ouvi falar bem dessa saga e só ainda não me meti nela porque quero acabar outras sagas, já estou a ler muitas ao mesmo tempo. Acho que vou esperar e acabar a saga O Mago lá para Fevereiro ou Março e depois começo esta.

    Entretanto quando acabares o segundo diz-me o que achaste. Agora ainda me deixaste mais curioso.

    Abraço e fico à espera!

    ResponderEliminar
  23. Ancho que é um grande livro. Estou ansiosa para assistir Game of Thrones 7 Temporada, o último capítulo me deixou super animado, o tempo restante já em breve para a transmissão e que é muito emocionante! Eu acho que todo o elenco tem feito um grande trabalho, é uma das minhas séries favoritas, tem uma grande história.

    ResponderEliminar