domingo, 5 de janeiro de 2014

A IRONIA E SABEDORIA DE TYRION LANNISTER


Autor: George R. R. Martin

Título original: The Wit & Wisdom of Tyrion Lannister



Quer se goste, quer não, George R. R. Martin é um dos nomes mais marcantes dos últimos anos da fantasia literária. A forma como nos leva a sofrer com as suas personagens e o mundo complexo que criou são apenas uns dos muitos trunfos que os seus livros apresentam. No entanto, no meio de tanta qualidade, são as personagens que se destacam. Complexas, surpreendentes e coerentes, amadas e odiadas. E aí, nenhuma delas ganhou uma legião tão grande de fãs como o anão, aquele personagem que usa a sua inteligência como a maior arma e a ironia com frequência extrema.

Tyrion Lannister é uma das melhores personagens que li nos últimos anos, com ideias e decisões memoráveis para alguém que nasceu destinado a nunca ser mais do que um anão. A complexidade e profundidade das personagens da George R. R. Martin é algo que devemos salientar e, talvez, Tyrion seja a sua melhor criação. 

Todos os anões são bastardos aos olhos dos pais.

No entanto, este livro não é mais do que um apanhado das melhores frases deste personagem, o que pode levantar a questão do preço de um livro onde apenas iremos ler um apanhado do que já lemos nos livros da saga. Deixando de lado essa questão, o que o livro me ofereceu foi uma leitura rápida e interessante, principalmente graças à ginástica que foi tentar visualizar os momentos em que tais palavras foram ditas por este anão. 

 Ninguém teme um anão.

Outra questão interessante é vermos a coerência de Tyrion em alguns aspetos, o que só enaltece ainda mais a qualidade de GRRM na construção das suas personagens e na forma como aborda alguns temas. Tyrion não foge à regra, e temas como religião, política ou amizade, são aqui explorados levando-nos a conhecer melhor esta personagem. Pelo meio, a já famosa ironia...

Os reis estão a cair como folhas, neste outono

Este é um livro que deve ser visto de forma diferente. É um livro apenas para fãs, que deve ser visto por aquilo que é: um livro que indiretamente explora uma personagem sem dizer nada que já não tenhamos lido, mas que quando junta tal informação, se torna coerente e até nos pode mostrar pormenores que nos terão falhado na ânsia de ler os livros da saga. No meu caso, a leitura foi bastante agradável, fez-me rir, fez-me recordar, mas que, obviamente e infelizmente, acaba depressa. Fica na memória um excelente personagem e esperemos que não demore a termos outros livros desta fantástica saga.

Luís Pinto

2 comentários:

  1. Boa crítica! Apesar de não ser conhecedora da obra, gostei muito de ler este texto, parabéns pela forma como o dividiste e estruturaste! :)

    ResponderEliminar
  2. Olá Luís,

    Bom comentário e até gostei do livro, mas quanto a mim não devia ter custo superior a 5€ ;)

    Abraço e boas leituras

    ResponderEliminar