quinta-feira, 4 de outubro de 2012

O CAVALEIRO DE WESTEROS - BD

Autor: George R. R. Martin

Título original: The Hedge Knight



Enquanto George R. R. Martin não nos presenteia com um novo livro das Crónicas mais famosas do momento, sabe sempre bem voltar a Westeros e ler um pouco mais sobre este mundo, mesmo que seja passado 100 anos antes da história que conhecemos.

Aqui os Targaryen ainda estão no trono, apesar de já sem dragões, notando-se o início do declínio que todos nós sabemos, e as restantes casas já apresentam, na maioria, o estatuto que lhes conhecemos.
Para um fã da série, regressar a Westeros é motivos suficiente para ler esta BD e a experiência foi muito gratificante.

O primeiro aspecto positivo é que rapidamente entramos na história porque já conhecemos as casas principais, os costumes do povo e até já lemos sobre uma ou outra personagem. Tudo isto ajuda a que a leitura seja compulsiva para qualquer fã e até a enorme quantidade de nomes não se apresenta como grande problema para quem já estiver habituado às árvores genealógicas de George R. R. Martin.

A história é boa, simples, sem a grande complexidade que um livro das Crónicas pode oferecer com as suas centenas de páginas, e preparem-se para algumas surpresas e reviravoltas que me agarraram até ao fim do livro, ou não fosse este um livro de Martin, com todo o jogo político sustentado naquela ténue linha que divide "os bons dos maus". Devo ainda dizer que Martin consegue, como sempre, em poucas páginas, vincar a personalidade de qualquer personagem, distinguindo-se facilmente entre si, o que se torna imperativo numa boa BD.

Sobre a história não falo mais, pois acabaria por revelar qualquer coisa, mas não posso deixar de afirmar que a visão que Martin nos dá da casa Targaryen, com todas as suas questões e diferenças, tal como qualquer casa de Westeros, é muito interessante e se torna num "conhecimento extra" que vale a pena ter.

Como já o disse aqui no blog, não sou um grande conhecedor de BD, apesar de gostar imenso, e como tal a minha opinião sobre a qualidade gráfica não será, algumas vezes, a mais correcta. No entanto devo dizer que aplaudo a qualidade metida neste livro, que vai desde a qualidade do papel, até à qualidade dos desenhos. Todo o livro me pareceu graficamente muito bom, com detalhes interessantes (que os fãs irão adorar), com cores vivas e desenhos apelativos, nada confusos e que fazem o leitor imaginar facilmente a acção. Eu, pelo menos, não senti dificuldade em imaginar a acção entre imagens.
Reparei num ou noutro "erro", mas totalmente irrelevantes para a qualidade do livro.

Para quem gostar de BD, este será uma boa aposta, e para os fãs de Westeros ainda mais. Um livro que se lê facilmente, muito depressa, e que é uma boa introdução para quem nunca tenha lido BD ou que nunca tenha lido sobre Westeros. E agora ficou a vontade de ler mais!

5 comentários:

  1. Já li. Gostei bastante!

    ResponderEliminar
  2. Já estou de olho nele :P

    ResponderEliminar
  3. Fiquei convencido mas só o compro na feira.

    ResponderEliminar
  4. Não sabia que também tinha saido em banda desenhada. Acho que até prefiro para ver as imagens. Gostei muito do teu texto!

    ResponderEliminar
  5. Gostei muito, desde que meta targaryens e baratheons ao barulho para mim já tem o requisito minimo para me agradar.
    A historia transpira o genio de GRRM em cada linha, o final é muito bom e deu para matar o bixo desta interminavel espera do 11º volume da saga.
    Destes venham mais.

    ResponderEliminar