segunda-feira, 1 de outubro de 2012

O RITUAL DA SOMBRA

Autor: Eirc Giacometti, Jacques Ravenne

Título original: Le Rituel de L'Ombre


Sinopse: Roma. Um arquivista do Grande Oriente é assassinado na altura de uma festa na embaixada francesa, cumprindo um ritual que evoca a morte de Hiram, o lendário fundador da Maçonaria.
Em Jerusalém, um arqueólogo que tem na sua posse uma enigmática pedra gravada tem uma morte semelhante.
O comissário Antoine Marcas, mestre mação, e a sua parceira, Jade Zewinski, são confrontados com assassinos de uma irmandade nazi, a Sociedade Thule, oponente ancestral da Maçonaria.
Sessenta anos após a queda do Terceiro Reich, os arquivos dos mações, que haviam sido roubados pelos alemães em 1940, continuam a fazer o sangue correr…
Mas que segredo intemporal estará escondido entre aquelas folhas amarelecidas?


Um thriller que mistura Maçonaria e o Terceiro Reich é mais do que suficiente para me despertar a atenção, pois gosto bastante dos dois temas e imediatamente ganhei curiosidade sobre como poderiam funcionar juntos.
Começando com o um ritmo baixo (que irá aumentar progressivamente), rapidamente fiquei agarrado a esta investigação conduzida por duas personagens completamente diferentes. Este aspecto é dos mais interessantes do livro, pois apesar de as duas personagens principais não me terem deslumbrado (por falta de conhecimento sobre as mesmas), a interacção entre ambas é muito boa, pois dá-nos duas visões distintas sobre os mais variados temas e que ajudam ao desenvolver do mistério mas também da investigação.
Ainda sobre os personagens, fica a ideia que ainda há muito para revelar, porque existe em todo o livro a sensação de algum mistério sobre o passado das mesmas (ficando, certamente, algumas perguntas para serem respondidas nos próximos livros).

A história é boa, ganhando ritmo de forma constante. Apresenta algumas reviravoltas interessantes e um final que me surpreendeu (e que provavelmente poderá deixar os leitores divididos). Enquanto enredo, este livro consegue misturar bem (dentro da investigação) a acção com a explicação ao leitor, onde lemos bastante sobre a maçonaria, desde rituais, crenças, factos históricos e a mentalidade de alguns dos seus antigos membros mais famosos. Com esta mistura, usando uma escrita simples, os autores conseguem agradar a quem procure um thriller mas também a quem quiser mergulhar nos factos das sociedades secretas (Ravenne é o pseudónimo de um mação que chegou a Grão Mestre no Rito Francês).

Este é um livro que apresenta uma história original em muitos aspectos e que levanta o véu a algumas perguntas sobre estas sociedades secretas, levando o autor a perguntar para que existem, se são benéficas para a sociedade ou apenas para os seus membros, qual o seu objectivo, qual o seu verdadeiro poder na conjectura política e social, e por fim, se estaremos cegos perante as suas movimentações.

Este não é o melhor livro que li sobre maçonaria (já li vários), mas este livro não é exclusivamente sobre maçonaria, mas sim sobre uma investigação ficcional com bastante originalidade. Quem quiser ler um pouco sobre estas sociedades secretas, este livro será um excelente começo e ganha pontos ao juntar toda uma conspiração à volta do Terceiro Reich.
Quem gostar deste género de thrillers, certamente gostará deste livro, ficará à espera dos próximos e acredito que tornem esta série de livros num sucesso.

Nota ainda para dizer que este livro é o primeiro de uma saga, em que cada livro é sobre um tema específico, podendo ser lidos independentemente dos outros.

4 comentários:

  1. Gostei muito da tua opinião. Este é o meu tipo de livros e vou dar uma vista de olhos. Obrigada!

    ResponderEliminar
  2. Também é dos meus géneros de livros. Já tinha visto uma opinião muito interessante noutro blog e agora estou convencido.

    ResponderEliminar
  3. Também fiquei curiosa e já pesquisei.

    ResponderEliminar
  4. A ser comprado nos próximos dias! Obrigado pela sugestão.

    ResponderEliminar