quarta-feira, 24 de outubro de 2012

AS BRUMAS DE AVALON - A Senhora da Magia


Autor: Marion Zimmer Bradley

Título original: The Mists of Avalon


E finalmente comecei uma das sagas mais marcantes da fantasia. Marion Zimmer Bradley agarra a lenda Arturiana e transforma-a como nenhum outro fez. A linha entre o bem e o mal desaparece e apenas interesses e convicções distinguem a maioria dos objetivos das personagens. Está tudo preparado para um excelente jogo de intrigas "atrás dos bastidores".

Agora, porque revolucionou MZB a fantasia com esta saga? Não me é fácil dizer, porque apenas li o primeiro, mas já há certos fatores que devem ser assinalados. O essencial é simples: o livro é bom em todos os aspetos principais que uma obra de fantasia precisa e é ao mesmo tempo, diferente de todos os outros.

Em primeiro lugar temos de assinalar o poder da mulher nesta história, pois ao ser tão importante e decisiva, altera todo o conceito base das sociedades medievais que costumamos ler, e MZB consegue-o muito bem. Outro ponto interessante é vermos a história pelos olhos de mulheres num mundo onde os homens combatiam e faziam a diferença. Só estes dois fatores chegam para esta obra ser diferente da grande maioria dos livros de fantasia medieval.

Outro aspeto muito bem conseguido é a grande mistura e luta entre religiões, que dá à história uma magnitude notável e ajuda a desenvolver a intriga, tornando-a mais abrangente. Num mundo onde as convicções religiosas manipulavam todas as decisões, MZB consegue criar esse ambiente na perfeição, e muitas vezes reparamos nas limitações que as religiões provocam, ou até, como a partir da religião se criam novas manipulações.

A história é muito diferente dos contos Arturianos que costumamos ouvir, aumentando também a necessidade de ler cada vez mais, procurando por personagens que já conhecemos de outros contos. E é nas personagens que está um dos principais trunfos. Bem vincadas, coerentes e fortes, facilmente marcam a sua posição e tornam-se fáceis de distinguir, ficando apenas o desejo que esta coerência se mantenha nos momentos mais importantes da saga. Para já, foi muito fácil "agarrar-me" a algumas personagens.

Visto que é apenas o primeiro de quatro livros, não consegue arrebatar o leitor com a sua história, pois muito ainda está para vir, sendo este uma extraordinária introdução ao mundo da saga. Mas é notório que se trata de um livro muito consistente, sem falhas, que agarra qualquer leitor que esteja aberto às alterações que a autora fez. MZB é ainda uma exímia escritora, pois a sua escrita é genial em certos momentos, conseguindo agarrar qualquer leitor às sensações que quer transmitir, tornando-se muito fácil entrar dentro da história, quer seja homem ou mulher, provavelmente ficará fascinado com os rituais e a magia de MZB.

Há muito mais para dizer sobre este livro, mas estaria aqui uma eternidade. É o primeiro livro, como tal ainda é cedo para dizer que recomendo a saga. No entanto já percebi o porquê de ser uma saga tão aclamada, porque se a qualidade se mantiver, então será das minhas preferidas. O que posso dizer é só isto: trata-se de um dos melhores inícios de saga que alguma vez li.

15 comentários:

  1. Saga obrigatória, sem dúvida. Excelente opinião. Continua que vais adorar.

    ResponderEliminar
  2. Estou para ler isto à muitos anos. Agora que me lembras-te pode ser que trate disso. Também há outros blogues a falar bem da saga e agora a tua opinião dá ainda mais vontade.

    ResponderEliminar
  3. Foi das primeiras sagas que li e foi das que mais me marcou e impulsionou a minha leitura no campo do Fantástico!
    MZB escreve a maior parte dos seus livros numa perspectiva feminina e isso dá-lhe um traço muito próprio e interessante!
    Esperemos que a SdE traduza as prequelas desta saga, entre outros grandes livros que ela tem! (Especialmente a saga DarkOver!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. DarkOver seria excelente. Espero que publiquem em 2013.

      Eliminar
  4. Sou um enorme fã das Brumas. Já li e reli e estou a pensar comprar esta nova edição da Saida de Emergência.

    continua com a saga e vais adorar. Parabéns pela opinião. Está muito bem pensada e não te limitas-te a fazer um resumo do livro. Tocaste em alguns pontos muito importantes.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. olá Gus. Não sabia que és um fã das Brumas. Quando ler os próximos digo qualquer coisa.

      Eliminar
  5. tenho o primeiro livro aqui em casa mas ainda não lhe peguei. Sempre ouvi dizer que é muito bom e espero que continues para saber se gostaste.

    ResponderEliminar
  6. Nunca li e é lamentável mas já agora fico à espera da opinião a tudo e como todos dizem que é muito bom é bastante provável que os compre um dia destes. Numa feira talvez.

    ResponderEliminar
  7. Totalmente recomendado e o teu comentário está muito bom. Sabes se vão sair mais livros da autora pela SdE?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Rita. Não, não sei, mas gostava de ver s saga DarkOver a ser publicada.

      Eliminar
  8. Olá Luís,

    Tal como alguns, já li à imenso tempo esta saga e adorei, foi marcante para que ganha-se hábitos de leitura.

    Se gostaste deste volume então vais adorar os seguintes (penso que o 3º ou 4º volume não é tão bem conseguido) mas é uma saga muito boa.

    Gostei do teu comentário, até dá vontade de reler. Já li outras obras da escritora e continua a ser o seu livro O Preságio de Fogo o seu melhor livro.

    Já agora tenho na ideia de a SDE já confirmar que iria publicar a serie DarkOver, mas nada como ser a própria Editora a confirmar, até porque na altura estava previsto, essa é uma serie que não conheço, tenho livro por ler dessa serie.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Paulo. Esse Presságio de Fogo não conheço e és a segunda pessoa que me diz ser o melhor livro dela. Também gostava bastante de ver a saga DarkOver, pois as críticas internacionais são muito boas.

      Abraço!

      Eliminar
  9. Ainda tenho aqui para ler... Está difícil pegar nestes livros, mas não tenho tempo para tudo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Filipa. Temos o mesmo problema. Também não há tempo para tudo mas este já estava a ser adiado há muito tempo. A ver se pego nos seguintes livros nos próximos tempos!

      Eliminar
  10. Li "As Brumas de Avalon" há uns 15 anos talvez.... concordo com o Paulo, quando diz que contribuiu definitivamente para a paixão pela leitura. Vais gostar de todos os outros, tenho a certeza, mas é uma saga, para ler de aviada e não para estar à espera do Próximo (bem nesta altura creio que já saíram os quatro.
    Devo ter uns 20 e poucos livros de MZB, para mim o que mais gostei foi "Salto Mortal" (um dos melhores livros que li até hoje)
    Também gostei bastante de "A Queda da Atlântida" e Presságio de Fogo"
    Por acaso não gostei por aí além da Série Darkover. Tenho algumas edições da Imago (Brasileiras) pois há mais 10 anos não existiam em Portugal. depois para aí à uns 5 ou 6 a Difel, começou a editá-los por cá, mas infelizmente nunca acabou e nunca o fez por ordem cronológica (aliás os próprios livros são estranhos cronologicamente.
    Sou fã de MZB, como já deves ter reparado. Experimenta também Bernard Cornwell,(SDE) que antes era editado pela Planeta (não esta editora planeta que agora existe) foi outra que à semelhança da Difel desapareceu, uma pena. Muitopor conta desses grandes grupos editoriais.

    ResponderEliminar