terça-feira, 9 de abril de 2019

O OLHO DO MUNDO


Autor: Robert Jordan



Sinopse: O mundo da Roda do Tempo é uma das melhores séries de fantasia épica alguma vez escrita.
A Roda do Tempo gira e as Eras sucedem-se, transformando memórias em lendas. As lendas esbatem-se e fazem-se mitos e até estes estão há muito esquecidos quando a Era que os gerou regressa, trazida pelo movimento incessante da Roda. 
Na Terceira Era, a Idade da Profecia, o Mundo e o Tempo encontram-se suspensos, em frágil equilíbrio. Uma única verdade resiste e aquilo que os mortais esquecem mantém-se vivo na memória das Aes Sedai. Quando as Trevas se reerguerem caberá a um homem apenas, o Dragão, combatê-las. Mas aquilo que foi, o que será e o que agora é ainda podem cair sob o poder da sombra…



Este é o primeiro livro de uma das sagas de fantasia mais famosas de sempre. A Roda do Tempo conquistou milhões de fãs em todo o mundo durante muitos anos e ainda hoje continua a ser admirada pelo seu mundo complexo, originalidade e história viciante e épica. Composta por 14 livros, esta saga tem uma pontuação fantástica no Goodreads e está neste momento a ser adaptada para televisão pela Amazon, com um orçamento que deverá ser enorme.

Robert Jordan tem uma escrita singular, muito cuidadosa, não só nas descrições mas também nos diálogos. A criação do seu mundo é feita com mestria e rapidamente se percebe que há muito mais para se conhecer nos livros seguintes. Existem algumas sagas de fantasia que de imediato percebemos que estão numa escala à parte, e esta é uma delas, desde o primeiro capítulo. O autor começa de imediato a explorar mitos, lendas, crenças, receios e sonhos de uma sociedade que será a base dos livro seguintes, e nada parece forçado. Claro que com isso o ritmo da narrativa não é muito elevado e o tamanho de cada livro e também da saga irá afastar alguns leitores, mas é fácil perceber que estamos perante algo único. De outra forma não seria tão aclamado.

Outro aspeto muito interessante é a forma como o autor vai explorando as personagens, sempre com algum suspense numa história que por vezes se torna parecida a outras de fantasia, com clara influências de Tolkien, para de seguida se afastar completamente, o que me deixou sempre à espera do improvável. É, em todos os aspetos, um livro bem estruturado e completo. É verdade que tem alguns momentos mais forçados, mas no geral é um livro que é coerente mesmo tendo em conta que muitas perguntas ficam sem resposta. Uma coisa é certa, o enredo prende facilmente, está cheio de grandes momentos e o livro acaba num momento ideal para ficarmos cheios de vontade de ler os próximos.

Existem livros que quando acabamos percebemos que estamos perante algo realmente bom. Autores como Tolkien, Sanderson, Erikson, Rowling e Martin são alguns dos nomes que de imediato nos brindam com algo que vai ser fantástico. Jordan está nesse grupo e esta é uma grande saga de fantasia. Muito bom!

Luís Pinto


Sem comentários:

Enviar um comentário