segunda-feira, 11 de abril de 2016

FOGO MORTAL


Autor: Nelson DeMille

Título original: Wild Fire




Sinopse: Bem-vindos ao Clube Custer Hill –uma sociedade secretacujos membros incluem alguns dos homens mais poderosos da América. À primeira vista, trata-se de um sítiopara relaxar com velhos amigos. Porém, num fim de semana, o clube reúne-se para falar sobre a tragédia do 11 de Setembro e dar os últimos retoques numplano de retaliação mortal, conhecido apenas pelo seu nome: Fogo Mortal. Fogo Mortal, o novo sucesso de um dos autores mais lidos em todo o mundo, é um thrillerde leitura obrigatório. 



Este é o primeiro livro que leio do autor, famoso pelos seus thrillers intensos e inteligentes. Não conhecendo o seu trabalho, é notório que este estilo é a base do seu sucesso. O enredo leva-nos a continuar a ler, a explorar sempre novos detalhes a cada capítulo e o leitor sente que está sempre a evoluir na sua compreensão da história a um bom ritmo.

Sendo uma série de thrillers, e sendo este o quarto, no início senti-me algo perdido por não conhecer as personagens. O autor faz um bom trabalho em trazer os aspetos mais importantes de cada personagem sem quebrar o ritmo e aos poucos comecei a conhecê-las. No entanto o foco está no enredo e neste clube restrito de poderosos homens, como podem ler na sinopse. O autor envolve certos aspetos em mistério e é aí que nos agarra com inteligência. São muitos os livros sobre sociedades secretas e qualquer autor poderá cair no erro de fazer apenas o mesmo de sempre. Todavia gostei da forma como o autor explora certos conceitos e como estes de refletem na sociedade.

As personagens são interessantes, com destaque uma que não irei revelar e que não é a principal. No entanto o trunfo está no enredo, bem montado, apesar de alguns momentos mais forçados. O resultado final é uma boa leitura, rápida, entusiasmante. Não revoluciona o género mas consegue oferecer tudo o que procuramos neste género de thrillers intensos e rápidos. Apesar de ser o primeiro livro que leio do autor, parece-me óbvio que tem todos os trunfos que os fãs do autor gostam. Da minha parte, fiquei com curiosidade de ler mais livros do autor e perceber que outras surpresas me poderá oferecer porque nota-se que se trata  de um autor que sabe como agarrar o leitor e escrever uma narrativa entusiasmante e coerente.

Luís Pinto

2 comentários:

  1. Conheço o autor mas nunca li nada dele. Fiquei com alguma curiosidade e vou estar atento a promoções porque a carteira não ajuda.

    ResponderEliminar
  2. Gosto sempre quando analisas este género. é o meu favorito mas nunca li nada deste autor. Despertaste-me a curiosidade e vou ver se compro algum livro. Provavelmente este visto que gostaste é sempre uma boa referência.

    Boas leituras.

    ResponderEliminar