quinta-feira, 7 de novembro de 2013

O TIRO


Autor: Philip Kerr

Título original: The shot



ados Unidos, Novembro de 1960. Contra todas as expectativas, um católico romano de quarenta e três anos vence Richard Nixon na corrida presidencial: John F. Kennedy é o novo presidente do país. São tempos difíceis: a guerra fria está ao rubro, a União Soviética equipara-se assustadoramente aos Estados Unidos na corrida ao armamento, tendo-os já vencido na conquista do espaço, a febre anti-comunista impôs-se de uma maneira frenética e a paranóia em relação à Cuba de Fidel Castro é crescente. Para a Máfia, que quer liberalizar as suas operações nas Caraíbas, Castro representa um obstáculo real e, aparentemente, intansponível. A solução está num homem: Tom Jeffeson, o assassino mais eficiente da América, que contratam para o matar. Mas Jefferson tem os seus próprios planos, o seu próprio alvo, que se encontra bem mais perto: o próprio presidente! Se Tom for bem sucedido, vai mudar a história. Agora só a Máfia o pode parar... - See more at: http://www.asa.pt/pt/literatura/policial/o-tiro-pa/#sthash.05DlVCL8.dpuf
Estados Unidos, Novembro de 1960. Contra todas as expectativas, um católico romano de quarenta e três anos vence Richard Nixon na corrida presidencial: John F. Kennedy é o novo presidente do país. São tempos difíceis: a guerra fria está ao rubro, a União Soviética equipara-se assustadoramente aos Estados Unidos na corrida ao armamento, tendo-os já vencido na conquista do espaço, a febre anti-comunista impôs-se de uma maneira frenética e a paranóia em relação à Cuba de Fidel Castro é crescente. Para a Máfia, que quer liberalizar as suas operações nas Caraíbas, Castro representa um obstáculo real e, aparentemente, intansponível. A solução está num homem: Tom Jeffeson, o assassino mais eficiente da América, que contratam para o matar. Mas Jefferson tem os seus próprios planos, o seu próprio alvo, que se encontra bem mais perto: o próprio presidente! Se Tom for bem sucedido, vai mudar a história. Agora só a Máfia o pode parar... - See more at: http://www.asa.pt/pt/literatura/policial/o-tiro-pa/#sthash.05DlVCL8.dpuf
Estados Unidos, Novembro de 1960. Contra todas as expectativas, um católico romano de quarenta e três anos vence Richard Nixon na corrida presidencial: John F. Kennedy é o novo presidente do país. São tempos difíceis: a guerra fria está ao rubro, a União Soviética equipara-se assustadoramente aos Estados Unidos na corrida ao armamento, tendo-os já vencido na conquista do espaço, a febre anti-comunista impôs-se de uma maneira frenética e a paranóia em relação à Cuba de Fidel Castro é crescente. Para a Máfia, que quer liberalizar as suas operações nas Caraíbas, Castro representa um obstáculo real e, aparentemente, intansponível. A solução está num homem: Tom Jeffeson, o assassino mais eficiente da América, que contratam para o matar. Mas Jefferson tem os seus próprios planos, o seu próprio alvo, que se encontra bem mais perto: o próprio presidente! Se Tom for bem sucedido, vai mudar a história. Agora só a Máfia o pode parar... - See more at: http://www.asa.pt/pt/literatura/policial/o-tiro-pa/#sthash.z7h7X6lt.dpuf
Estados Unidos, Novembro de 1960. Contra todas as expectativas, um católico romano de quarenta e três anos vence Richard Nixon na corrida presidencial: John F. Kennedy é o novo presidente do país. São tempos difíceis: a guerra fria está ao rubro, a União Soviética equipara-se assustadoramente aos Estados Unidos na corrida ao armamento, tendo-os já vencido na conquista do espaço, a febre anti-comunista impôs-se de uma maneira frenética e a paranóia em relação à Cuba de Fidel Castro é crescente. Para a Máfia, que quer liberalizar as suas operações nas Caraíbas, Castro representa um obstáculo real e, aparentemente, intansponível. A solução está num homem: Tom Jeffeson, o assassino mais eficiente da América, que contratam para o matar. Mas Jefferson tem os seus próprios planos, o seu próprio alvo, que se encontra bem mais perto: o próprio presidente! Se Tom for bem sucedido, vai mudar a história. Agora só a Máfia o pode parar... - See more at: http://www.asa.pt/pt/literatura/policial/o-tiro-pa/#sthash.z7h7X6lt.dpuf
O que devo destacar desde já são os factos históricos que o autor consegue introduzir no enredo, apresentando na narrativa alguns momentos bastante conhecidos da História americana. Com esta mistura a história torna-se mais interessante e envolvente, ficando sempre a ideia que o autor estudou bem o ambiente onde se envolveu. Para aqueles que gostem de conspirações, será difícil não ficar agarrado desde o primeiro capítulo, no entanto o livro perde um pouco com as duas personagens principais que apresenta. No meu caso, nunca consegui aproximar-me das personagens nem criar a ligação que uma leitura mais emotiva. Não estou com isto a afirmar que as personagens não têm qualidade, mas acredito que personagens com mais profundidade teriam dado mais qualidade a uma história que é boa, mesmo que o ritmo tivesse de abrandar um pouco.

Por outro lado percebem-se algumas das decisões do autor, principalmente em deixar-nos às escuras, em alguns momentos, sobre as motivações de algumas personagens, ajudando a que existam momentos de revelações ou reviravoltas que não esperava. Falando o ritmo, tal como um bom thriller pede, a intensidade da narrativa vai aumentando, ganhando uma velocidade que nos prende se gostarem do género e acabei por também criar as minhas teorias sobre o que estaria a acontecer.

Em relação à escrita, Kerr, pelo menos neste livro, escreve sem grande emoção, provavelmente tentando criar um ambiente quase taciturno em relação às personagens e ao que está a acontecer. Acredito que esta escrita possa afastar algumas pessoas mas também me parece que tal escrita consegue encaixar no livro. Na grande maioria do livro existe este ambiente de que algo irá acontecer e ainda não percebemos o porquê, como se houvesse um nevoeiro entre nós e o enredo. Não agradará a alguns mas agradará a muitos outros.

A melhor parte do livro é o final, que me surpreendeu em vários aspetos, dando o carimbo de qualidade final que esta história merece. Novamente volto a dizer que lamento não ter conseguido criar uma boa ligação com as personagens, mas também é verdade que no fim vejo facilmente que estive perante um livro inteligente e que será uma leitura interessante para quem gostar de conspirações. Se gostam de enredos que misturam realidade e ficção com muitas conspirações e reviravoltas pelo meio. Este é um livro interessante.

Luís Pinto

4 comentários:

  1. Interessante! Parabéns pela análise. É o meu género e já há algum tempo que não leio nada de jeito.

    ResponderEliminar
  2. Parece um livro a ter em conta. Li alguns livros do autor em inglês e gostei bastante mas este não conhecia. A sinopse parece boa. Parabéns pela opinião.

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Olá Luís. Parabéns pela crítica. Parece-me um livro interessante sem ser genial. Acho que o vou comprar mais perto do natal porque gosto do género e nem sabia que o livro estava à venda.

    Beijinhos e continuação de excelente trabalho.

    ResponderEliminar
  4. Olá Luis,

    Um escritor que nunca experimentei, mas que tenho ouvido falar. Gostei do teu comentário :)

    Abraço

    ResponderEliminar