sexta-feira, 9 de agosto de 2013

A HERDEIRA ACIDENTAL


Autor: Vikas Swarup

Título original: The accidental apprentice



Sinopse: A jovem Sapna está destroçada. Obrigada a abandonar a universidade para se dedicar a um emprego medíocre como vendedora de eletrodomésticos em Nova Deli, ela é agora a única responsável pelo sustento da mãe doente e da fútil irmã mais nova. Mesmo para um coração otimista como o seu, é cada vez mais difícil acreditar num futuro melhor… até que um dia, quando o seu desespero é absoluto, algo insólito acontece: um milionário excêntrico quer fazer dela sua herdeira. Sapna pode vir a receber mais dinheiro do que alguma vez sonhou e, com ele, mudar a sua vida e a de todos os que ama. Em troca, terá "apenas" de superar os sete testes do "livro da vida". Sete testes sobre os quais o seu estranho benfeitor mantém segredo absoluto.
Assim começa uma viagem rocambolesca que vai testar o seu caráter, a sua coragem e o seu coração. Pelo caminho, conhece pessoas inesquecíveis. De um casal de noivos em fuga a um sex symbol de Bollywood ou a uma insuspeita cleptomaníaca, todos vão, de alguma forma, transformá-la. E quando se depara com o sétimo e último teste - aquele para o qual a vida não a preparara -, Sapna questiona até que ponto será capaz de se sacrificar por um sonho.

Após o enorme sucesso que foi "Quem quer ser bilionário", o autor Vikas Swarup regressa com esta obra que me despertou a atenção pela sua sinopse, principalmente na última frase. E é sobre essa frase que este livro, indiretamente, trata: até que ponto seremos capazes de nos sacrificar por um sonho?

Desde a primeira página que gostei do ritmo que o autor colocou na narrativa. O livro nunca é lento e facilmente consegui um ritmo de leitura acima do que costumo ter neste género de livros. No entanto, aos poucos, fui perdendo o entusiasmo. O autor introduz um pouco de vários estilos e mistura momentos de grande emoção: doce, cruel, triste, cómico... este livro tem de tudo um pouco, e apesar de por vezes parecer que estamos perante um guião de um filme, com cortes entre cenas, a verdade é que o enredo funciona na sua base e encaixa na escrita do autor.

Sem baixar o seu ritmo, o autor faz um bom relato de uma sociedade que ainda está presa às tradições mas que quer evoluir, talvez sonhado demasiado, cegando-se com a possibilidade de que um dia todos serão ricos e estrelas de cinema. Nota-se também algum cuidado do autor ao descrever-nos pequenos detalhes gráficos para sentirmos o lado mais exótico dos locais. O enredo está sempre preso a Sapna, e é esta personagem que torna o livro inspirador. Sapna vai sacrificando algo no caminho até ao seu sonho, com o objetivo de fugir ao que a vida lhe dará se ela nada fizer. Condicionada pelo seu país, pela sua família e mentalidade dos que a rodeiam, Sapna perceberá que há vários níveis de sacrifícios e de algumas coisas não podemos abdicar, principalmente das que não são materiais.

A principal mensagem deste livro está ligada à realidade que é a possibilidade de a nossa vida mudar drasticamente de um momento para o outro... por vezes, no momento mais inesperado, e mudará para melhor ou pior. Claro que, filosófica e moralmente, muitas questões se levantam, mas o autor não as explora totalmente, deixando para o leitor esse trabalho. O autor leva-nos antes para a mistura de sentimentos, entre o sonho e a cruel realidade e é inevitável a comparação entre este livro e o clássico do cinema: "Uma mulher de sonho".

Com um final muito interessante e um bom início de história, Este livro será uma agradável surpresa para muitos leitores, principalmente para o público feminino. No meu caso o livro não me agradou totalmente. Existem vários momentos em que muito me pareceu forçado e cheio de coincidências. Claro que aqui entramos também na forma como o leitor aborda o próprio livro e o que para mim será um forçar de momentos, para outros será a beleza da vida em nos mostrar o caminho, ou o destino, ou o toque divino. Por isso afirmo: o livro tem muita qualidade. Eu não apreciei totalmente o enredo mas tenho a certeza que muitos irão adorar esta história de sacrifício em busca por um sonho.

Luís Pinto 

1 comentário:

  1. Ois Luis,

    Mesmo não sendo do teu agrado parece-me um livro interessante, até porque tem um final bem conseguido.

    Por vezes sabe bem ler um livro deste genero, até para se variar um pouco :)

    Abraço

    ResponderEliminar