sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

AS CINQUENTA SOMBRAS DE GREY


Autor: E. L. James

Título original: Fifty shades of Grey



Sinopse: Anastasia Steele é uma estudante de literatura jovem e inexperiente. Christian Grey é o temido e carismático presidente de uma poderosa corporação internacional. O destino levará Anastasia a entrevistá-lo para um jornal universitário. No ambiente sofisticado e luxuoso de um arranha-céus, ela descobre-se estranhamente atraída por aquele homem enigmático, sombrio, cuja beleza corta a respiração. Voltarão a encontrar-se dias mais tarde, por acaso ou talvez não. O implacável homem de negócios revela-se incapaz de resistir ao discreto charme da estudante. Ele quer desesperadamente possuí-la. Mas apenas se ela aceitar os bizarros termos que ele propõe... Anastasia hesita. Todo aquele poder a assusta – os aviões privados, os carros topo de gama, os guarda-costas... Mas teme ainda mais as peculiares inclinações de Grey, as suas exigências, a obsessão pelo controlo… E uma voracidade sexual que parece não conhecer quaisquer limites. Dividida entre os negros segredos que ele esconde e o seu próprio e irreprimível desejo, Anastasia vacila. Estará pronta para ceder? Para entrar finalmente no Quarto Vermelho da Dor?



É este o grande fenómeno literário dos últimos tempos e, quer se goste, quer não, conseguiu mudar a tendência do mercado, com editoras em todo o mundo a apostarem no género erótico, indo atrás desta onda. Os resultados estão à vista, com muitos autores, até agora desconhecidos do público em geral, a tornarem-se best-sellers... e tudo começo aqui. Milhões de livros vendidos, um filme mesmo quase a sair e muitos estudos feitos, tentando perceber o que mudou e qual o segredo deste livro.

Não tendo um grande conhecimento do género, não consigo afirmar se foi este livro a criar esta fórmula agora tão usada. Temos a mulher, elemento inseguro e frágil, de classe média. Depois, temos o homem, vistoso, bem sucedido, rico, atraente, misterioso. Tal como noutros livros que li do género (volto a dizer que não sei se foi este livro a "inventar" este conceito), o segredo do livro está em todo o mistério à volta do homem a quem o sucesso profissional tudo permite. Neste livro não é exceção e temos um homem que rapidamente nos demonstra que tem tudo ao seu alcance, que tem o controlo, e que tem um segredo.

E é, obviamente, esse segredo que dá o empurrão à história. É o querer desvendar o mistério que leva a personagem principal a avançar, mas também ao leitor a ler. Claro que é impossível, devido ao grande hype do livro, não saber o que é esse segredo, mas a leitura é rápida, sem esforço. O maior problema é, provavelmente, a sombra que em alguns momentos a autora envolve Grey, dando-lhe um "poder" sobre o enredo e, principalmente, sobre a personagem principal. No entanto, percebemos esse poder, porque é o mesmo que a personagem principal permite a este homem de sucesso.

Com uma fórmula ganhadora (basta ver as vendas), a autora junta uma escrita leve e objetiva. Por vezes acredito que é demasiado explícita, por vezes demasiado banal, mas compreendo que seja a forma da autora chocar o leitor e levá-lo a entrar neste mundo que por vezes parece surreal. O enredo, interessante, capaz de prender pelo caso amoroso, está dentro do esperado no género, e apenas oscila porque em alguns momentos a autora não desenvolve o suficiente, com momentos que pouco oferecem à narrativa ou diálogos mais forçados. Todavia, estes são momentos que rapidamente deixamos para trás.

Globalmente, este é um livro que em certos momentos se gosta, noutros não. Mas, o que é indiscutível, é que este livro é o apogeu do seu género, porque transmite para o leitor a aura misteriosa que envolve Grey, e por muito outros motivos que deixarei cada leitor descobrir. Apesar de não ser um género que aprecie particularmente, talvez porque raramente me surpreende, a verdade é que consigo perceber o porquê do seu sucesso. As cinquenta sombras de Grey junta vários aspetos que o público feminino costuma aderir em massa e é aí que está a diferença para outros... e é por isso que é tão amado por um público, mas também tão repudiado por um leitor que seja mais exigente e não aprecie o género. Se gostam do género, este é um livro a ler... contem com uma análise mais aprofundada com a continuação da saga.

Luís Pinto

4 comentários:

  1. Não li o livro nem tenho intenção de fazê-lo, uma vez que não faz parte do meu gosto literário. Mas é com frequência que vemos e ouvimos aspectos do livro, uma vez que nos últimos dias não se fala de outra coisa. Conheço pessoas que leram e gostaram, outras nem se quer passaram das 30 páginas, porque perderam o interesse. Não há pior coisa que ler um livro até ao fim quando não se consegue ler, a meu ver. Contudo, não me espanta o livro ter a história machista que me parece ter...o que me espanta é a quantidade de mulheres que se identificam com a personagem feminina e que adorariam ter um Grey na vida delas. Quem deveria repudiar o livro, as mulheres, são as que mais amam.
    Como se costuma dizer, são gostos ;) e valem o que valem.

    ResponderEliminar
  2. Eu li o livro, também não é o meu gosto literário. Sim, é uma história já algo vista, mas gostei de ler, uma leitura fácil, com mais cariz sexual que nos outros género e é aí que difere. Traz fantasia para a nossa vida ;)

    ResponderEliminar
  3. Concordo contigo Luis. E também concordo com os comentários da Filipa e da Cátia. É como tu dizes, uns vão adorar, outros vão fugir. Percebe-se porque tem sucesso e percebe-se que para quem queira ser imparcial é fácil dizer que dentro do estilo é um livro interessante. Acho que fazes muito bem em ler todos os géneros e parabéns por isso. Este não é o meu género, ams gostei de ler a tua opinião.

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Parabéns pela tua análise cuidada. Gostei bastante do teu texto porque foi objetivo e honesto como sempre. Este livro é mesmo o que tu disseste, um livro que uns adoram, outros odeiam, mas que tem tudo o que é preciso para vender e ser o líder deste género. Para quem goste, é uma leitura com interesse sem dúvida.

    ResponderEliminar