terça-feira, 11 de dezembro de 2018

A COISA


Autor: Stephen King

Título original: It



Sinopse: O clássico de King sobre sete adultos que regressam ao lugar onde cresceram para enfrentar um pesadelo que todos eles lá viveram… algo maléfico e sem nome: a Coisa.
Bem-vindos a Derry, no Maine. Uma cidade vulgar: familiar, ordeira e, na maior parte das vezes, um bom sítio para viver. 
Mas há um grupo de crianças que sabe que há algo de tremendamente errado com Derry. É nos esgotos da cidade que a Coisa se esconde, à espreita, à espera… e às vezes sobe ao solo, tomando a forma de todos os pesadelos, do maior medo que se encerra dentro de cada um de nós. 
O tempo passa, as crianças crescem e esquecem. Mas a promessa que fizeram há vinte e oito anos exige-lhes que voltem à cidade da infância para enfrentarem o mal que se agita bem no fundo da memória de todos e emerge agora, uma vez mais, trazendo novamente o pesadelo e o terror ao presente.


Aquele que é uma das melhores obras de Stephen King chegou a Portugal e tem de ser lido por qualquer fã do autor, mas não só.

King é um grande escritor a explorar os medos, traumas e preconceitos das suas personagens, e com "A coisa", King explora a mente de adolescentes como poucos escritores conseguiram, e é aí que está parte do trunfo deste livro.

Com um grupo interessante de personagens principais, o grupo de adolescentes e amigos que King cria são a base para uma obra de grande nível. A forma como explora os medos mais infantis, a forma como os criamos, como os enfrentamos ou tentamos esquecer é o que King aprofunda aqui com mestria. Pelo meio, uma escrita forte, pesada, tensa, que leva o nosso coração a acelerar enquanto imaginamos o que estamos a ler. É um livro de angústia em certos momentos, tal a forma como mergulhamos nestas páginas. Mas é mais do que isso. É, inevitavelmente, um livro sobre amizades. Somos como nos unimos, como protegemos os nossos amigos, como os ajudamos. E é por isso que este livro não é apenas para os fãs de King, mas sim para quem procura um livro que aprofunda como poucos os medos de adolescente, mas também a força, os desejos e a coragem que por vezes temos nessas idades.

Nunca é fácil ler King. É um autor com um estilo próprio, capaz de escrever em qualquer género, com ritmos, formas e força diferentes. Este livro é uma das suas obras primas, um livro que fica connosco durante muito tempo, que nos leva a questionar a força da amizade, dos medos, dos sonhos e da necessidade de sobreviver. Foi uma leitura intensa, que adorei, e irei ler o segundo nos próximos tempos.

Se a sinopse vos deixou curiosos, este é um livro a ler!

Luís Pinto



Sem comentários:

Enviar um comentário