segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

VALIS


Autor: Philip K. Dick




Sinopse: O que é Valis? 
É esta a pergunta central do romance de Philip K. Dick.
Quando um raio cor-de-rosa começa a causar visões esquizofrénicas em Horselover Fat, e lhe são reveladas visões de uma Terra paralela onde o Império Romano ainda prospera, ele tem de decidir se enlouqueceu ou se uma entidade divina lhe está a mostrar a verdadeira natureza do mundo.
Valis é, além de um romance de leitura obrigatória para qualquer fã de Philip K. Dick, o livro que Robert Bolano considerou "mais inquietante do que qualquer romance Carson McCullers". 
No final, o leitor fica a pensar no que é real ou ficção, e no preço da inspiração divina. «Philip K. Dick é um dos dez melhores escritores americanos do século XX, uma espécie de Kafka mergulhado em LSD e raiva.»



Todos aqueles que já leram Philip K. Dick sabem que estamos perante um trabalho que nos levará a mente a pensar de forma diferente, a questionar tudo, a ponderar a nossa participação na leitura enquanto leitores. Poucos autores tiveram a capacidade de nos oferecer tantos livros tão diversificados e mais mesmo tempo tão unidos pela capacidade de nos enganar, de nos iludir e nos levar a pensar.

Tal como se esperava, temos aqui uma história onde tudo é questionável, porque mesmo um leitor que não conheça PKD acabará por perceber que muito do que está a ler pode, ou não, ser a própria realidade do livro. Cada página é uma pista, um desenvolvimento que nos empurra para novas questões enquanto a história avança com inteligência. 

Com o enredo a explorar uma história singular, PKD usa a sua escrita bem trabalhada e inteligentemente confusa enquanto nos apresenta personagens bem criados, profundas e que elevarão o enredo para outro estatuto, onde deixaremos apenas de questionar, mas também a interiorizar a crítica social e moral que PKD explora.

Envolto em mistério e dúvidas, PKD explora a nossa própria condição humana, como vemos o nosso mundo e o quanto a nossa realidade foi criada por pormenores aos quais nem sempre damos valor ou importância, mas que tiveram e ainda têm um impacto enorme na nossa sociedade. E é envolvidos nesta nuvem que avançamos num livro que nunca nos dá as respostas todas, que nos "frita" a mente e que se torna numa experiência que não esquecemos tão cedo, tal como todos os outros livros deste autor.

Se são fãs deste género de livros, onde a nossa própria percepção é alterada a cada capítulo, então este é um livro a ter, tal como outros de PKD.

Luís Pinto


1 comentário:

  1. Adoro a temática de ficção científica seja em livros, filmes ou séries, mas este livro parece ser diferente, talvez mais no género de "A Gárgula" de Andrew Davidson... Aprecio bastante livros nos quais os seus protagonistas atormentados lutam entre a realidade e a aquilo que é fruto da sua própria mente. Talvez este seja um bom livro para começar a conhecer a obra de PKD :)
    Mundo da Fantasia

    ResponderEliminar