quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

O SANGUE DOS ELFOS


Autor: Andrzej Sapkowski





Sinopse: Durante mais de um século, humanos, anões e elfos conviveram em harmonia. Mas os tempos mudaram: a frágil paz que reinava foi quebrada e agora as raças lutam de novo entre si, conduzindo a mortes e chacinas.
Geralt de Rivia, temido pela sua reputação de bruxo e assassino sem misericórdia, tem estado a aguardar o nascimento de uma criança profetizada, cujos poderes poderão mudar o mundo, para o bem ou para o mal.
Com a ameaça de uma guerra sem fim a pairar sobre todas as nações, é posta em marcha uma perseguição à criança e aos seus poderes extraordinários. Caberá a Geralt, apenas com a ajuda de velhos amigos, protegê-la, pois o peso do fracasso será demasiado para todos.


Este é o terceiro livro da saga que foi a base para os jogos The Witcher, uma trilogia de videjogos mundialmente conhecida. Aqui continuamos a explorar algumas personagens que já conhecemos, com natural foco em Geralt, e neste fantástico mundo que o autor criou.

Começando pelo ritmo, o autor volta a conseguir criar um livro viciante, com revelações nos momentos certos e uma escrita que cativa, com bons diálogos e ação numa dose equilibrada que nos permite avançar a grande velocidade por um enredo bem montado e que surpreende nos momentos certos. No entanto, o trunfo desta saga continua a ser a junção de personagens e mundo criado.
Tal como nos anteriores dois livros, o autor continua a explorar este mundo de forma coerente. Com algumas perguntas dos livros anteriores a terem aqui respostas, o autor aumenta a trama e aprofunda a forma como este mundo se sustenta, com as suas tradições, crenças e política. Pelo meio aparecem novas personagens, bem conseguidas, mas é Geralt quem tem a nossa atenção, principalmente pelas suas decisões, muitas delas que não esperamos. Geralt é uma personagem complexa, bem estruturada no mundo que o rodeia, e é com ele que este livro ganha força e qualidade.
Tentar falar deste livro sem explorar acontecimentos e outras personagens (que não quero revelar que estão presentes) não é fácil. Este é um livro de bons momentos e de um mundo que facilmente nos agarra. Apesar de não ser um mundo profundamente descrito, temos toda a informação necessária para avançar. Globalmente este não é o melhor livro da saga até agora, mas é de aplaudir o manter da qualidade do autor. Ao fim de três livro é fácil perceber que estamos perante uma saga de fantasia muito boa e que terá muitos fãs! Grande aposta da editora!
Luís Pinto

Sem comentários:

Enviar um comentário