quinta-feira, 3 de abril de 2014

PRIVATE: Principal suspeito


Autor: James Patterson

Título original: Private #1 suspect


Este é o 2º livro da saga Private e, novamente, é Jack, personagem principal, que oferece a este livro o carisma que o distingue de outros livros do autor. 

A fórmula é a já conhecida, com capítulos curtos e sempre algo a acontecer a cada página, Patterson dá sempre destaque ao que é importante e aumenta o suspense a cada instante, levando o leitor a não conseguir parar de ler. Patterson não será o mais brilhante dos escritores, mas a capacidade que tem em agarrar o leitor é algo que deve ser admirado, e que muitos tentam copiar.

Uma vez mais Patterson cria um enredo com várias investigações e Jack é o centro na maioria das páginas. No entanto existe aqui uma maior dispersão do que é normal nos livros do autor, e Jack não é tão influente em todos os casos. Pelo meio está o continuar da construção da personagem e do seu passado, revelando traumas e explicando algumas das suas decisões, e sendo coerente na grande maioria do livro, Jack é o maior trunfo desta saga.

Patterson continua com a sua escrita rápida, não abrandando o ritmo com detalhes pouco importantes, e oferecendo pistas ao leitor durante algumas ocasiões, para que também nós consigamos fazer uma investigação, tanto sobre os crimes, como em relação a Jack. Pelo meio outras personagens ganham algum relevo, tornando-se mais importantes do que no livro anterior e ajudando nos vários caminhos que este enredo tem.

Em relação ao enredo, o principal neste género de livros, pois sem ele não existe a capacidade de ficarmos viciados até ao fim, Patterson não sai do seu estilo. Existem várias surpresas e todas as perguntas importantes acabam por ter resposta. Infelizmente, devido à dispersão que várias investigações causam, fica a sensação que o autor poderia ter explorado mais alguns temas e dado mais respostas. Todavia percebe-se que tal iria baixar o ritmo do livro, e isso é algo que o autor não fará, pois alma está sempre do ritmo. 

Seria impossível, para mim ler consecutivamente livros de Patterson, devido ao seu estilo muito particular, mas sabe bem, entre leituras mais complexas, começar um livro que sabemos que nos irá viciar e que acabaremos num instante, querendo saber como tudo termina. Neste caso, os fãs do Patterson ficarão, novamente, agradados. Não é dos melhores livros que já li do autor, mas continua a ser uma leitura viciante do início ao fim, e quando começamos os seus livros é isso que queremos. E Patterson não falha. Se gostam do autor, este é mais um livro lido à velocidade da luz. Venha o próximo.

Luís Pinto

4 comentários:

  1. Olá =)

    Tenho um selo/TAG para ti no meu blogue =)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Mais um para ler. Estás sempre a convencer-me. Patterson nunca falha.

    ResponderEliminar
  3. Mais um livro a estar atenta. Estou a olhar para esta saga do JP com interesse e gostei das tuas análises. Ainda não me decidi mas fiquei ainda mais curiosa agora. Também já li uns do Alex Cross e gostei bastante.

    ResponderEliminar
  4. ainda bem que gostaste do livro. Sou como tu, gosto de ler James Patterson intervalado com outros e se gostaste do livro vou comprar porque acredito que também irei gostar. Beijinhos. Boas leituras.

    K

    ResponderEliminar