sábado, 15 de junho de 2013

RUGAS


Autor: Paco Roca

Título original: Rides


Um livro pode oferecer-nos muito. Pode ensinar-nos, pode maravilhar-nos, puxar pela nossa imaginação. Pode deixar-nos felizes, mas também nos pode comover. Rugas é um livro divertido em certos momentos, genial em algumas páginas, e comovente na mensagem que transmite. Arriscaria a dizer que poucos leitores que entrem nesta história, não sintam num ou noutro momento, aquele nó na garganta, não por esta ou por aquela personagem, mas porque esta é a realidade.

O autor, com grande facilidade, demonstra-nos os resultados da velhice. Aquele "estado" que todos nós tentamos atrasar, que leva à deterioração do que antes fomos. Uns foram, na juventude, mais ativos, outros mais inteligentes, outros mais colecionadores de memórias, mas todos acabamos por perder algo a partir de uma certa idade, e aí, no que nos tornamos? Seremos os mesmos? Talvez cada um de nós, pense que sim. A velhice não nos transforma noutras pessoas, apenas nos molda tal como a adolescência fez. Mas para outros nem sempre é assim... a sociedade tende a desprezar os idosos enquanto a própria família os esquece, esquecendo-se, possivelmente, que um dia também o serão.

Por vezes, como no caso de Emílio, personagem principal, o que fica é a amizade daqueles que vivem a sua situação e que o compreendem. Rugas é uma poderosa história em banda desenhada sobre um grupo de idosos que vive num lar, mas, felizmente, não isenta de sorrisos. Este é, talvez, um dos grande triunfos de Paco Roca nesta obra: a capacidade de tratar um tema tão delicado com um sorriso nos lábios. 

Existem personagens muito interessantes. Torna-se difícil esquecer o casal Modesto e Dolores, que demonstram o que é o amor para lá de qualquer dificuldade, talvez porque quando se ama, não existam dificuldades que não possam ser ultrapassadas. Mas o conjunto de personagens é extenso. Emílio, Miguel, Pellicer e Rosário fazem-nos pensar, e esse é o objetivo do livro: mostrar-nos uma realidade e levar-nos a pensar sobre ela. E se cada um de nós retirar uma lição deste livro, então valeu a pena ler estas cem páginas de banda desenhada.

Um livro fácil numa história cheia de dificuldades. Merece ser lido agora, relido daqui a uns anos, e novamente mais tarde, e a cada leitura, possivelmente, novas conclusões iremos tirar e outras questões iremos criar. Se o mundo fosse mais preenchido pela amizade e amor que estas personagens demonstram, viveríamos num mundo melhor.

Luís Pinto  

10 comentários:

  1. Parabéns pelo excelente texto. Acredito que quem goste do tema e do género fique convencido com esta tua análise.

    Boas leituras.

    ResponderEliminar
  2. Parabéns pelo texto como sempre adulto e com grande qualidade. Já tinha o livro debaixo de olho e agora vou mesmo comprar. Obrigada por não teres revelado nada da história.

    ResponderEliminar
  3. Muito obrigado pela sugestão. Vou comprar para ler e oferecer.

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. um texto forte e que merece os meus parabéns, Luís. Como sempre fantástico a abordar os temas mais difíceis sem revelar a história. Já tinha visto o livro e despertara-me a atenção. Agora estou convencido.

    Continuação de um excelente trabalho.

    ResponderEliminar
  5. Parabéns Luis. Gostei mesmo muito do teu texto sobre um tema tão delicado :)

    ResponderEliminar
  6. Fiquei muito interessado neste livro e já andei a pesquisar pela internet. Parece-me que a opinião é unânime e o teu texto está muito bom.

    Boas leituras e abraços

    ResponderEliminar
  7. Não sou um fã de BD mas gosto destes temas e como sempre tu consegues retirar o melhor do livro e conquistaste-me com esta análise. Não o ire comprar já mas está na lista de compras futuras. Depois digo-te se gostei.

    ResponderEliminar
  8. Paula Cardosojunho 17, 2013

    Também já li este livro e fiquei comovida. Gostei muito da forma como o autor trata alguns temas e problemas e claro que também gostei muito do casal que referes.

    Parabéns pela excelente crítica que toca nos pontos essenciais com grande maturidade.

    ResponderEliminar
  9. Olá,

    Bem não sou admirador de BD, mas parece que estou a perder algo muito interessante, excelente comentário ;)

    Abraço

    ResponderEliminar
  10. Obrigado pelos comentários. Realmente é um livro forte e interessante. Merece ser lido!

    ResponderEliminar