segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

MAL ME QUER


Autor: M. J. Arlidge

Título original: Love me not




Sinopse: MAL ME QUER
O corpo sem vida de uma mulher é encontrado no meio da estrada. À primeira vista parece tratar-se de um acidente trágico, mas quando a inspetora Helen Grace chega ao local do crime, torna-se claro para ela que a mulher foi vítima de um assassínio a sangue-frio sem razão aparente.
BEM ME QUER
Duas horas depois, do outro lado da cidade, um empregado de loja é morto, enquanto os seus clientes escapam ilesos.
MAL ME QUER
Ao longo do dia, a cidade de Southampton viverá um clima de terror às mãos de dois jovens assassinos, que parecem matar ao calhas.
BEM ME QUER
Para a inspetora Helen Grace, este dia vai tornar-se uma corrida contra o tempo. Quem vive? Quem morre? Quem será o próximo? O relógio não para…


Quem segue o meu blog sabe que gosto bastante desta série policial. Aprecio bastante a forma como o autor consegue manter o suspense com capítulos curtos e rápido, deixando sempre alguma dúvida no ar. Claro que ao fim de vários livros, existem sempre altos e baixos, mas a verdade é que esta é uma das sagas mais consistentes dentro do seu estilo. É verdade que gostava que o autor desse mais profundidade a alguns temas/acontecimentos em certos momentos, mas percebo que seja complicado manter o ritmo certo se se aprofundar muito.

Neste livro, talvez o mais focado no enredo e menos na personagem principal, o autor explora pouco a personagem de Helen, pois a verdade é que já tivemos vários livros para conhecer esta personagem, o seu passado, os seus motivos, medos, objetivos, etc... É, por isso, importante conhecer os livros anteriores, e que, claramente, valem a pena!

Sendo assim é um livro mais focado no vilão e na trama. Gostei do vilão, que me surpreendeu em alguns momentos, e da forma como o autor vai revelando o que move este singular personagem. A trama em si, está bem montada, e claro que o autor sabe manter o suspense e o ritmo. No entanto, e apesar de globalmente ser um livro muito bom, não consegue atingir a qualidade dos três livros anteriores do autor, que estão num patamar superior de ambiente e qualidade. Com isto não quero dizer que este livro seja fraco, longe disso, apenas não tem o impacto de livros anteriores.

Sempre com temas interessantes a serem explorados e um bom foco nos motivos do vilões, Arlidge volta a escrever um bom livro. Intenso e capaz de surpreender, pode não ser dos melhores do autor, mas é um bom policial e que de certeza agradará aos fãs. Se querem um policial para este natal, esta pode ser a escolha. 

Luís Pinto


Sem comentários:

Enviar um comentário