domingo, 22 de junho de 2014

CATÁSTROFE - 1914: A Europa vai à guerra

Autor: Max Hastings

Título original: Catastrophe: Europe goes to war 1914


 
Já o disse várias vezes neste blog... o Homem é capaz do melhor e do pior. Todos nós o sabemos e se por vezes lemos ou vemos algo que nos demonstra a capacidade que um ser humano tem para amar, também, noutros momentos, vemos até onde se pode ir e o mal que se pode fazer a outro ser vivo. Este livro, uma leitura pesada, lenta e bastante esclarecedora, demonstra os dois extremos: o mal que existe dentro de nós, mas também o amor a algo que é preciso para lutarmos e nos sacrificarmos por algo.

Todavia este livro não tenta expor esse lado, mas sim o que realmente aconteceu em termos políticos, militares e, consequentemente, o que passaram os soldados no início da guerra. Afinal, que acontecimentos levaram à Grande Guerra? Em que momentos tudo poderia ter sido evitado? A partir de que momento deixou de haver hipóteses de não existir um conflito (se é que esse momento existiu)?

Com um grande detalhe e um, mais do que óbvio, conhecimento profundo sobre o tema, o autor explora os grandes fatores que envolvem este conflito, desde interesses pessoais, guerra internas ou o interesse na economia de guerra. E tudo o que o autor expõe liga-se com uma naturalidade singular, que me fez continuar a ler, pois sentia que o autor me fez perceber tudo, não deixando dúvidas. Objetivo e decidido, o autor mostra que não tem problemas a apontar o dedo, a apresentar factos e a argumentar sobre quem teve a culpa, quem avançou e não o devia ter feito, e quem parou e devia ter continuado. Pelo meio percebe-se que o autor quer que sejamos nós a pensar e até a argumentar (mentalmente) com as suas opiniões. E no fim, devemos ser nós a pensar e a criar uma opinião sólida sobre o que aconteceu.

A crítica internacional e especializada aclamou este livro como o melhor do ano no seu género, e um dos melhores sobre o tema. Talvez, o melhor. Posto isto não há muito a dizer. É verdade que o livro é bastante grande, mas nunca foi uma leitura difícil, e aí está o trunfo do autor e a demonstração de uma estrutura muito bem conseguida, revelando os factos nos momento certo, não criando confusão. Tudo isto misturado numa narrativa que demonstra o que os soldados passaram naqueles meses, limitando-se a seguir ordens, esperançados que regressariam a casa.

Sendo um grande apreciador da história que está por detrás das grandes guerras, este foi uma leitura que gostei bastante, e apesar de não ter lido muitos livros sobre a 1ª Guerra Mundial, este foi o melhor até agora, sendo simultaneamente o mais forte e o mais esclarecedor. Totalmente recomendado a todos os que queiram uma visão global do início da guerra, tanto de um ponto de vista político e social, mas também do ponto de vista dos soldados.

Luís Pinto

4 comentários:

  1. Ola!
    A tua opinião deixou-me curiosa. Este é um género que por vezes evito por medo de não conseguir entender a parte histórica. Se começo a ler um romance histórico passo o tempo todo a pesquisar :)

    ResponderEliminar
  2. Parece-me um livro a ser comprado sem dúvida nenhuma. Estamos perante um autor de grande prestígio e com um enorme conhecimento. Recomendado de certeza.

    ResponderEliminar
  3. Li este livro em inglês para um trabalho da faculdade e afirmo: é o melhor livro sobre este tema. Perto da perfeição.

    ResponderEliminar
  4. Obrigado pelos comentários.

    É realmente um livro muito interessante e muito recomendado para quem goste do género e do tema.

    ResponderEliminar