quarta-feira, 1 de maio de 2013

A PONTE DOS ASSASSINOS


Autor: Arturo Pérez-Reverte

Título original: El puente de los asesinos


Nápoles, Roma e Milão são alguns dos cenários desta nova aventura do capitão Alatriste. Acompanhado pelo jovem Íñigo Balboa, Alatriste recebe ordens para intervir numa conspiração crucial para a Coroa espanhola: o assassinato do doge durante a missa do galo, em Veneza. O plano: impor, pela força das armas, um governo favorável à Corte do rei católico naquele poderoso e estratégico Estado italiano. Para Alastriste e seus camaradas - o veterano Sebastián Copons, o mouro Gurriato, o português Martinho de Arcada, entre outros - a missão afigura-se difícil, arriscada e cheia de surpresas. Suicida, talvez, mas não impossível.


Este é o 7º livro da saga que nos mostra as aventuras do Capitão Alatriste e é o primeiro que leio. Não conheço a saga, nem vi o filme, mas sendo livros que se lêem sem a obrigatoriedade de se ter lido os anteriores, arrisquei.

Sendo o primeiro que leio, torna-se impossível dizer se o autor mantém a fórmula, se está a ser repetitivo ou se inovou dentro da saga. O que encontrei foram duas personagens divertidas, sendo que o autor faz intenção de demonstrar que Alatriste é uma pessoa madura e ponderada, e por isso acredito que tal seja uma evolução da personagem que terá sido mais intempestivo enquanto jovem. A relação entre o capitão e Balboa é o que cativa mais no livro se retirarmos a intriga que prende desde o início. No entanto acredito que quem tenha lido toda a saga consiga compreender pequenos pormenores que me falharam e não dê tanta importância a uma relação que já deve existir há algum tempo. Alatriste é um personagem interessante mas não foi a única que me cativou, notando-se que esta saga tem um conjunto interessante de personagens.

Todavia, o autor apresenta uma primeira parte do livro onde descreve alguns dos acontecimentos passados nos outros livros. Não dá para ter um conhecimento total, mas ajuda, e mais facilmente entrei na história sem estranhar alguns acontecimentos. Claro que quem tenha lido toda a saga, poderá dispensar esta primeira parte, mas eu gostei do "resumo".

Um dos pontos que tenho de  mencionar é a forma como o autor descreve e mistura factos históricos. É tudo feito com facilidade, demonstrando que o autor está à vontade neste género literário e que o domina. As descrições são muito bem conseguidas e nunca baixaram muito o ritmo de leitura, pois nunca são muito extensas apesar de detalhe que apresentam. No entanto é a intriga o ponto mais alto deste livro (pelo menos para um leitor como eu, que nunca tenha lido os outros, e por isso ainda não sinta muito por estas personagens). A forma como o autor nos mostra que são pequenos atos, atrás dos bastidores, que por vezes levam a grandes vitórias está muito bem conseguida. A intriga está bem montada e a narrativa ajuda ao suspense. Existem momentos de surpresas e o aparecimento de algumas personagens dá bons momentos ao enredo, mas uma vez mais, quem tenha lido toda a saga irá vibrar mais com estes aparecimentos.

Não me é fácil fazer uma crítica a um livro que tem seis livros anteriores mas devo dizer o seguinte: apesar de não ser obrigatório ter lido os livros anteriores, fará a diferença, certamente, conhecer o passado destas personagens. O livro nunca é uma obra de ação, nem apresenta as batalhas que podemos esperar. É um livro calmo, muito bem enquadrado na época e que se lê facilmente. Não é genial e é provável que não seja o melhor livro da saga, mas a forma como o autor escreve, o seu notório conhecimento da época e as suas personagens, convenceram-me a ler outros livros da saga.

Luís Pinto

5 comentários:

  1. Conheço este autor e gostei da tua opinião. Já li os primeiros 3 livros e gostei apesar de não serem fantásticos. Percebo que não queiras adiantar muito o teu comentário por ainda não teres lido os outros. vou ficar a tento a novas opiniões.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Tenho de o ler. Absolutamente.

    ResponderEliminar
  3. Fiquei curiosa. Já estou há algum tempo para começar a ler este autor. Devo começar pelo primeiro livro mas gostei de ler esta tua opinião.

    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Patríciamaio 02, 2013

    Nunca li nada do autor mas já me falaram bem. Gostei desta tua análise mesmo sendo o 7º livro. Vou estar atenta a promoções. Talvez na feira do livro compre algum e depois digo-te se gostei!

    ResponderEliminar
  5. Vou tentar ler mais do autor, e se conseguir, depois publico as opiniões!

    ResponderEliminar