quarta-feira, 28 de março de 2018

O ESPIÃO INGLÊS


Autor: Daniel Silva

Título original: The english spy




Sinopse: Ela é um ícone da família real britânica, mas detestada pelo ex-marido e pela rainha de Inglaterra, sua ex-sogra. 

Quando uma bomba rebenta a bordo do iate onde passa as férias, os serviços britânicos recorrem ao lendário espião e assassino profissional Gabriel Allon.







Daniel Silva é um dos nomes mais famosos da literatura de espionagem e a sua série sobre Gabriel Allon já conta com muitos livros e todos eles bem aceites pelos seus fãs e críticos. 

Este livro é o 15º da saga Allon e, tal como quase todos os outros livros, pode ser lido isoladamente. Claro que a leitura é mais interessante se já conhecerem alguns dos personagens principais, mas o essencial está presente em cada livro de Allon. Obviamente, que com essa necessidade existem alguns acontecimentos que podem antever-se devido ao facto de o autor ter de explorar certos traumas ou passados das personagens para que um leitor que leia um livro isoladamente consiga perceber uma ou outra decisão.

Retirando esta questão perfeitamente normal numa saga com tantos livros mas que tenta ser independente em cada um, a verdade é que, uma vez mais, Daniel Silva cria um bom thriller. Fiel ao seu estilo, acaba por criar um thriller envolto num tema de espionagem. Se procuram um livro de espionagem pura/clássica, não a encontram aqui, pois Silva aposta bem num ritmo mais acelerado, capaz de agarrar o leitor com facilidade, sempre com intriga, suspense e ação. Em muitos casos, e aqui o mesmo acontece, o autor tenta criar uma ligação mais imediata tendo como catalisador uma possível relação entre o personagem principal e os acontecimentos a desvendar. Aqui, apesar de por vezes a ligação ser mais ou menos suave, a verdade é que está sempre lá, tocando no passado do personagem principal, levando-nos a criar uma ligação emocional e de compreensão ou receio. 

Com um enredo inteligente e com vários momentos originais dentro do género, confesso que este foi dos livros de Daniel Silva que mais gostei. Como sempre podemos apontar alguns momentos forçados e algumas perguntas que ficam sem resposta, mas globalmente é difícil não gostar deste livro do início ao fim, com um final interessante e coerente.

Todos aqueles que conhecem os livros de Daniel Silva sabem o que esperar aqui. Estou a falar de um autor que se mantém fiel ao seu estilo e que consegue sempre atingir um nível de qualidade que o torna num dos melhores do género. Para aqueles que não o conhecem, e se procuram um bom thriller com mistura de espionagem, então este é um livro a ler, e, provavelmente, ficarão com vontade de ler mais livros do autor.

Luís Pinto




Sem comentários:

Enviar um comentário