sábado, 17 de setembro de 2011

OS GUARDIÃES DOS MORTOS - Trilogia "A dança de Pedra o Camaleão"

Autor: Ricardo Pinto

Título original: The Standing Dead – Book Two of “The Stone dance of the Chameleon” Trilogy


Pouco tempo após ler “Os Escolhidos”, primeiro volume desta trilogia, agarrei este livro com um misto de medo e esperança. O primeiro volume apresentara-se magnífico em vários aspectos mas o ritmo lento de Ricardo Pinto poderia afastar-me aos poucos das suas páginas.
Este livro começa no exacto momento em que o anterior acaba e desde cedo percebemos que este livro irá desenrolar-se à volta de duas personagens, e que distintas personagens. Carnelian, personagem principal, torna este livro quase deprimente em certos momentos, pois ele próprio o é, com a sua fraqueza, angústia e dilema interior. Tal facto poderá afastar alguns leitores que possam mesmo querer “dar um murro” no rapaz, mas por outro lado, a personagem é consistente com o que já conhecemos desta série e penso que dá um toque especial ao livro. No entanto é a personagem de Osidian que se eleva neste livro e sinceramente achei-a muito boa. É certamente o grande trunfo deste livro em relação ao anterior. Com enorme densidade, uma mente objectiva e uma capacidade para manipular acontecimentos, Osidian é a personagem sobre a qual gostamos de ler, mesmo sem nos identificarmos com este rapaz. A sua obsessão é doentia e muito bem conseguida e impulsionou-me a continuar esta leitura.
Em relação ao livro anterior, que apresentava uma narrativa lenta, este livro é mais rápido, mas apenas ligeiramente, o que me desiludiu. Se no primeiro livro Ricardo Pinto descreve-nos o mundo onde os seres das raças superiores vivem, agora temos o lado inverso e olharemos para o mundo no qual as raças inferiores lutam pela sobrevivência. Pinto volta, uma vez mais a espantar-me neste aspecto. Um mundo fabuloso, incrivelmente bem criado, desde a cultura, mentalidade, acções, flora, fauna, tudo está a um nível superior… mas o ritmo lento da história também está presente, e este é um aspecto que alguns não irão apreciar.
Outro aspecto que poderá afastar alguns mas aproximará outros leitores é a violência. Se no primeiro livro já me “arrepiara” com as descrições de Pinto, agora neste novo olhar para o mundo dos inferiores, iremos presenciar uma violência que marca este livro como algo que uma criança não deve ler. Esta violência foi o que mais gostei neste livro (e acreditem que não sou grande adepto da violência descritiva da grande maioria dos livros), porque trata-se de algo que tem uma base na história, é credível, e acima de tudo é algo que se enquadra não só com o mundo criado por Pinto mas também na nossa própria realidade, e tal semelhança chega a assustar.
Este livro não é para qualquer um. Um leitor que goste de acontecimentos rápidos, sem grandes descrições visuais, não irá gostar deste livro, provavelmente não o acabará. Pessoas que se sintam enojados com cenas de violência, racismo ou homossexualidade, não acabarão este livro. Por outro lado este é um livro para os fãs de fantasia bem criada e estruturada, com um mundo único, exaustivamente detalhado, uma obra-prima pela criação do mundo na qual se enquadra. 
A história, tal como no livro anterior, é boa, mas não deslumbra, ficando à sombra do mundo onde se desenrola. Mantém a base de intriga política, adiciona-lhe a sede de vingança e fica a sensação que o terceiro livro será melhor, mas será mesmo?
As duas personagens, como disse antes, são distantes na personalidade, e essa distância é um ponto forte, pois ajuda a mostrar a verdadeira natureza deste mundo sem nunca nos sentirmos deslocados. Quem ler perceberá o que digo.
Falta ler o terceiro livro (este segundo livro acaba no melhor momento em que o ritmo começa a acelerar) para ter uma ideia geral, pois neste momento não sei se recomendo este livro pelo seu mundo, ou se também a história poderá alcançar um bom nível. Neste momento há o misto de sensação por estar a ler algo que realmente é bom, aliás, é muito bom, apesar de não ser tão viciante devido ao seu ritmo. Um dia irei ler o terceiro e último livro. Até lá ficará sempre a dúvida se Ricardo Pinto conseguiu dar um grande final de história a um mundo que merece ser recordado e que fica para a história. Para já ficarei à espera de um dia ter esse final nas mãos e entretanto recordarei estes livros como um mundo brilhante, uma obra-prima da criatividade.

7 comentários:

  1. Gostei da crítica, como sempre aliciante, e bem estruturada. Vou esperar pela tua opinião ao terceiro livro para me decidir a comprar.

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia esta trilogia. Acho que vou esperar pelo terceiro livro para para já gostei de alguns pormenores que falaste aqui. Continua!

    ResponderEliminar
  3. Tenho o primeiro livro em casa há uns bons 5 anos e nunca o li. acho que o autor ser portugues me desmotivou. vou ler o primeiro por falares tão bem desse mundo. talvez leia os 3 se gostar.

    ResponderEliminar
  4. Eu gostei deste livro, como dizes é para quem quer Fantasia bem construída e adulta. "Discordo" de ti no ponto sobre a história, acho-a tão bem construída como o Mundo onde ela se passa e ao leres o terceiro volume iras perceber isso mesmo. Não querendo estragar a historia a ninguém posso dizer que nele vamos ter o embater de dois mundos e das duas personalidades de Carnelian e Osidian. A mim não me desiludiu ter de esperar quase 10 anos por este ultimo volume, pois ele é Épico e mas acima de tudo bem real...

    Portanto se puderes lê-o em breve para não perderes o fio à meada.

    ResponderEliminar
  5. Obrigado pela tua opinião Marco. Já são várias as pessoas que me falam bem do terceiro livro e de como a história evolui bastante e com um final muito bom. Não será fácil lê-lo para já graças às minha finanças. mas quando o fizer deixo aqui a opinião. Mas és mais uma pessoa a despertar-me o interesse de ler o último livro. Obrigado.

    ResponderEliminar
  6. Sigo o teu blog desde o início e há uma coisa que sei. Se falas sobre o livro é porque merece ser falado. Percebo o teu misto de sensações em relação à escrita lenta. Por vezes sinto o mesmo noutros livros. Esta saga não conheço mas depois do que li aqui irei comprar! Para quando o terceiro volume?

    ResponderEliminar
  7. Gostei bastante desta opinião. Não conheço esta trilogia e vou ficar à espera que fales do último livro. Para já parece-me muito interessante.

    ResponderEliminar