quarta-feira, 30 de julho de 2014

OS SEGREDOS DA NOITE


Autor: Sadie Matthews

Título original: Secrets after Dark



Após ter lido o "Abraço da noite", primeiro livro desta trilogia, fiquei com interesse para ver até onde iria a autora com estas personagens. Todavia, o primeiro livro tinha alguns problemas, desde ser algo previsível, passando pelas personagens que não eram aprofundadas como deviam ser, mas que se percebia para se manter o ritmo do livro.

No entanto este livro é muito melhor em todos os sentidos, principalmente porque é um livro muito mais maduro, mais ponderado e que explora melhor as suas personagens. Um dos aspetos mais notórios é que este livro é menos previsível e afasta-se da história básica deste género, que é, mais ou menos, o que apresenta no primeiro livro. Sendo mais original, consegue cativar mais, pois notamos que este livro foi muito mais pensado do que o anterior, proporcionando uma leitura que continua rápida, mas mais inteligente.

Onde se nota uma maior evolução do livro anterior para este é nas personagens. Estas três personagens principais são mais coerentes e aprofundadas com maior sentido para o que é necessário saber neste enredo. As suas decisões são mais de acordo com o que sabemos das suas personalidades e deixa de existir a sensação de imaturidade que por vezes existia no livro anterior. Claro que também aqui nos deparamos com alguns momentos que  parecem forçados, mas que não estragam a narrativa.

Claro que sendo um livro com uma história bastante erótica, o que não faltam são esses momentos, alguns algo surpreendentes, outros previsíveis. Aqui somos confrontados com uma linguagem que pode parecer desajustada em alguns momentos, ou exagerada noutros, mas a verdade é que encaixa na maioria das características das personagens. Alguns leitores poderão não gostar, mas esta é uma das identidades do livro e até do género. Todavia, o que se pede a este género é ambiente, e este cria o seu, à sua maneira. Em comparação ao anterior livro, este é mais intenso em alguns momentos, mas maduro o suficiente para se sobressair nos momentos mais calmos.

Sobre as personagens principais não quero alongar-me muito, mas algumas decisões e diálogos levam-me a querer ler o próximo e último livro, principalmente porque vejo caminhos complicados para os personagens e quero saber quais as decisões que irão tomar. Este sensação é estranha em alguns momentos pois senti que apenas no segundo livro conheci devidamente o casal da trilogia, e que as duas personalidades expostas no livro anterior não são as personagens que acabarão esta trilogia. É um corte óbvio em vários aspetos com o livro anterior, mas que são subtis o suficiente para olharmos para esta trilogia como um todo. 

Resumindo, dentro do seu género, este livro destaca-se. É verdade que li poucos, mas este é mais maduro do que a maioria. Não se agarra a tantos clichés nem tem como objetivo o erotismo gratuito (apesar de ter momentos intensos) de outras obras. Não é um livro de qualidade extrema nem o tenta ser, e quem os lê também não é isso que procura. Procura emoção, sensualidade, surpresas e alguma coerência. Este livro oferece isso, e por isso recomendo-o a quem gostar do género. 

Luís Pinto

3 comentários:

  1. Olá Luís. Ainda bem que falas também sobre este género sempre com a coerência que tens nos teus textos. Sou capaz de apostar neste visto que dizes que é mais maduro e menos óbvio.

    Boas leituras

    ResponderEliminar
  2. Também acho este género um pouco repetitivo mas vou dar uma oportunidade a este por dizeres que é diferente.

    ResponderEliminar
  3. Fiquei convencida. Obrigada Luís.

    ResponderEliminar