sábado, 18 de junho de 2011

A GUERRA DOS TRONOS

Autor: George R. R. Martin

Título original: A Game of Thrones

Inicio o meu blog com este livro pelo simples facto de ser o primeiro livro da saga que leio neste momento. Antes de começar a lê-lo, muito ouvir falar deste mundo de Westeros, apelidada por muitos como a melhor saga de fantasia dos últimos anos, talvez a melhor fantasia de sempre. Com tantas pessoas a elogiar e com a própria crítica ajoelhada a esta história, decidi avançar.
Confesso que já li muita fantasia mas confesso também que depois de “O Senhor dos Anéis” nenhum livro me “preencheu as medidas”. As comparações são inevitáveis, há sempre momentos em que fechamos os olhos e pensamos “mas porque é que este autor meteu isto aqui?”. Falo, obviamente dos “clichés Tolkianos”: lindos e imortais elfos que vivem em florestas, anões que vivem nas grutas, etc… podia estar aqui o dia todo.
Martin em A guerra dos tronos rompe com essa dependência nos livros de fantasia e nem sei explicar o quanto isso me soube bem. A história passa-se em Westeros e ao fim de algumas dezenas de páginas já nos apercebemos que Martin não se retraiu ao criar um vasto leque de personagens e penso que seja aqui que está o segredo da sua história e do vício que me ofereceu. Com cada capítulo a ser-nos dado como o ponto de vista de uma personagem (os vários membros da família Stark preenchem a maioria dos capítulos neste livro, juntamente com Daenerys, a rapariga exilada) acabamos não só por nos apegarmos às personagens mas principalmente a conhecê-las, e nisto Martin é fabuloso: na capacidade de nos dar personagens “reais”, personagens que são boas e más, com virtudes e defeitos. Não há neste mundo uma personagem totalmente boa nem outra totalmente má. São pessoas, com motivos, objectivos, dúvidas e receios tal como existem na vida real, tal como nós somos. E é isto que nos liga a este mundo. Por outro lado o facto de apresentar várias personagens e consequentes diferentes pontos de vista, Martin torna esta saga independente de qualquer personagem que possamos achar principal, dando o sabor de imprevisibilidade em cada linha, sabor esse que não senti noutras famosas sagas como Harry Potter ou O Senhor dos Anéis. Seria no mínimo revoltante ver Harry Potter morrer a meio da saga, ou quem sabe assistir à morte de Frodo assim que saíssem de Rivendell. Com George Martin começamos a perceber que qualquer personagem pode na página seguinte morrer, deixar de ser importante ou simplesmente trair todo o conceito que criamos sobre ela na nossa mente. E isto é a realidade pura e dura transportada para um mundo de fantasia.
A Guerra dos Tronos começa bem, acaba ainda melhor num momento de cortar a respiração, e empurra-nos para o livro seguinte sem a mínima dificuldade. A fantasia por seu lado não mostra a sua verdadeira face, Martin limita-se a sugeri-la, deixando-a para já à nossa imaginação.
Livro a não perder com um início forte e viciante graças às suas personagens que nos “emprestam” vários olhos por este mundo de Westeros. Leiam-no!
Uma última palavra para a Editora Saída de Emergência, dando-lhe os parabéns por nos trazer esta saga e pelo enorme trabalho de tradução necessário para este livro.

Deixo-vos aqui a sinopse deste livro: Quando Eddard Stark, lorde do castelo de Winterfell, recebe a visita do velho amigo, o rei Robert Baratheon, está longe de adivinhar que a sua vida, e a da sua família, está prestes a entrar numa espiral de tragédia, conspiração e morte. Durante a estadia, o rei convida Eddard a mudar-se para a corte e a assumir a prestigiada posição de Mão do Rei. Este aceita, mas apenas porque desconfia que o anterior detentor desse título foi envenenado pela própria rainha: uma cruel manipuladora do clã Lannister. Assim, perto do rei, Eddard tem esperança de o proteger da rainha. Mas ter os Lannister como inimigos é fatal: a ambição dessa família não tem limites e o rei corre um perigo muito maior do que Eddard temia! Sozinho na corte, Eddard também se apercebe que a sua vida nada vale. E até a sua família, longe no norte, pode estar em perigo.

5 comentários:

  1. Aconselho vivamente a procurar "tirar" pela net a série da HBO Game od Thrones , 10 episódios,1a temporada, sobre o primeiro livro ! Excelente!KaskaisOnFire

    ResponderEliminar
  2. Passei os últimos dias a ver a série quase de seguida. adorei. não pensava comprar o livro mas foram muitos os que me aconselharam e agora li o que escreveste e fiquei convencido. vou estar atento ao que escreveres sobre as continuaçoes.

    ResponderEliminar
  3. Tambem eu acabei de ler o primeiro, e comecei a ler o 2º logo de seguida. Gostei bastante da resenha que fez do livro e vou continuar a estar por aqui.

    ResponderEliminar
  4. Acabei o primeiro livro ontem e hoje já vou na centésima página do segundo... uma saga totalmente viciante e imperdível, para aqueles que se querem ver livres dos "Clichés Tolkienos", tal como disseste na tua crítica. Mas não só para esses: para todos aqueles que procuram um bom livro com uma história fantástica e personagens realmente fabulosas. E como sempre tens aqui uma grande crítica... ainda bem que descobri este blogue!

    ResponderEliminar
  5. Filipa, fico à espera que depois me digas o que achaste desse segundo livro e se a opinião que escrevi é parecida à tua! A Muralha de Gelo é bastante viciante, não vais demorar muito a acabar, certamente.

    ResponderEliminar