terça-feira, 11 de junho de 2019

A REVOLUÇÃO DAS PLANTAS


Autor: Stefano Mancuso



Sinopse: «As plantas têm um consumo de energia extremamente baixo, uma arquitetura modular, uma inteligência distribuída e não têm centro de comando orgânico: não há nenhum organismo ou sistema neste planeta com o qual possamos aprender mais.»
Descubra A Revolução das Plantas: venha conhecer o mundo vegetal com um outro olhar, para vislumbrar o que será o futuro da raça humana.






Assim que li a sinopse deste livro, percebi que tinha de lê-lo. Já há algum tempo que andava interessado neste tema, neste conceito que o autor aqui explora, mas nunca tinha lido nada sobre o mesmo. 

O que devo indicar de imediato é que não é preciso ter conhecimentos de biologia, física ou química acima do conhecimento geral, para se compreender este livro. O autor torna-o bastante fácil de ler, explicando conceitos científicos, teorias, factos, etc... Com essa base o livro avança sem problemas, explorando detalhes impressionantes das plantas e o quanto são diferentes, eficazes e muitas vezes superiores a muitos animais em alguns aspetos.

A seguir o autor explora o quanto a ciência tem aprofundado o conhecimento das plantas para recriar ideias, para evoluir conceitos, etc... e tudo isto torna o livro bastante viciante, porque o autor enquadra muito bem certos conceitos e aspetos das plantas com o que poderá ser feito em termos científicos para aproveitar essas ideias.

E com isto, com esta vontade de ler cada vez mais sobre este mundo vegetal com o qual vivemos, este livro acabou por ser lido bastante rápido. Claro que não é um livro que agrade a todos, mas quem tiver curiosidade pelo tema, terá aqui uma leitura muito interessante, bem construída e montada de forma a que ninguém fique perdido e esse é um dos grandes trunfos do livro. No final, senti que aprendi bastante e fiquei com vontade de saber mais, principalmente sobre como a ciência irá aprender com as plantas e tentar adaptar algo à nossa realidade mais humana.

Gostei bastante deste livro. Os conceitos biológicos e tecnológicos aqui falados serão, certamente, muito explorados no futuro. Esta ideia de ir à natureza buscar ideias de inovações já é bastante antiga, mas o peso agora é outro, graças a melhor tecnologia e uma mentalidade mais aberta. em muitos aspetos não somos o ser vivo mais avançado do planeta, e este livro é mais um que demonstra o quanto ainda temos a aprender. Uma das melhores surpresas do ano.

Luís Pinto


Sem comentários:

Enviar um comentário