sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

MONEYBALL: The Art of winning an Unfair Game


Autor: Michael Lewis



Este livro, agora adaptado ao cinema com a interpretação de Brad Pitt, retrata a história verídica de Billy Beane, General manager da equipa de baseball Oakland Athletics. Após passar ao lado de uma promissora carreira enquanto jogador, Billy tem agora o sonho de conquistar o campeonato como manager, deixando o seu nome na História do desporto. Mas o que não tem é dinheiro. Gerindo a segunda equipa com menos orçamento da liga, Billy irá pôr em causa toda a teoria e preconceitos deste desporto na tentativa de criar o milagre, vencer a liga sem dinheiro.
Mas conseguirá?

Li este livro há pouco tempo, em inglês (não foi publicado no nosso país), por três motivos: primeiro porque sempre gostei de baseball e só não é um desporto que sigo com regularidade porque ou o faço pela internet ou de outra forma é impossível no nosso país. Em segundo porque se trata de uma historia verídica e terceiro porque ouvi falar na adaptação cinematográfica.
Para quem gostar de baseball este será certamente um excelente livro, mas quem não for também conseguirá tirar prazer desta leitura porque este livro não é sobre o desporto em si, mas sobre o que os move e as mentalidades que o suportam. Billy conhece-as e sabe que é uma luta injusta... Afinal de contas todos os desportos que movimentem toneladas de dinheiro são desportos injustos porque uns terão sempre mais do que outros para alcançar o objectivo. O baseball não foge à regra e nestas páginas iremos ver a enorme “ginástica” feita por este manager na tentativa de rentabilizar o orçamento.

O que difere esta história de muitas outras é que Billy tenta introduzir na gestão da equipa (principalmente na escolha dos atletas), conceitos científicos que têm por base a estatística da performance dos atletas. Pela frente terá o apoio de alguns mas principalmente o preconceito e atrito de outros. Um desporto estudado e "massificado" há décadas não está preparado para ver tal alteração de mentalidade e as pessoas que nele trabalham não conseguem ver que algo de diferente pode ter resultados.
O que me agradou neste livro foi o risco que Billy tomou. Contra todos os que lhe disseram que tal gestão não daria resultados, este manager percebe que algo tem de mudar para vergar a injustiça dos orçamentos, mesmo que vá contra os outros olheiros que acreditam mais na sua experiência do que na estatística.Todas as mudanças, sempre foram e sempre serão, olhadas com desconfiança até conseguirem dar resultados.

Sendo um livro de baseball, provavelmente nunca será publicado no nosso país e deverá passar ao lado da esmagadora maioria dos leitores, mas esta é uma obra que pode ser lida sem a necessidade de conhecer minimamente o desporto, nem de perceber algo sobre estatística. E porquê? Porque este livro é sobre o risco, a tentativa de mudar e não ceder às pressões. É no fundo uma história inspiradora de alguém que arriscou em algo que acreditava, pondo em risco a sua vida financeira e conseguiu ter sucesso, e portanto acho que deve ser lido por quem quer que se interesse por estes temas. Um bom livro dentro do género.  

4 comentários:

  1. Estou a pensar ver o filme e agora ainda fiquei com mais curiosidade. O livro não deverei ler, o meu ingles não é famoso. mas acho que fazes muito bem em falar de livro que aqui em Portugal não têm oportunidade.

    ResponderEliminar
  2. Também estou a pensar ver o filme. Boa divulgação. Depois digo-te o que achei da adaptação. Talvez leia o livro se gostar. Vi que tem uma excelente pontuação no GR.

    ResponderEliminar
  3. uma história de vida que poderá ser interessante. Não é o meu tipo de livro mas gostei da tua opinião. Vou ver o filme.

    ResponderEliminar
  4. Vi ontem o filme e gostei imenso. Calculo que o livro esteja parecido. a história é muito boa e percebo agora o que dizes sobre o risco e preconceitos dentro do baseball. Muito boa critica.

    Vitor

    ResponderEliminar