domingo, 16 de fevereiro de 2014

A COMPANHIA DO DIABO


Autor: David Liss

Título original: The Devil's Company


Sinopse: 1722, Londres. Benjamin Weaver, judeu português, espadachim destemido, antigo pugilista e mestre do disfarce, vê-se aprisionado num jogo mortífero contra uma das figuras mais enigmáticas do seu tempo: Jerome Cobb. Chantageado a roubar documentos com segredos valiosos da poderosa Companhia Britânica das Índia Orientais, cedo Benjamin se apercebe que esse roubo é apenas o primeiro passo numa audaciosa conspiração. Para salvar os seus amigos das garras de Cobb, Benjamin terá de infiltrar a Companhia, manipular vários dos seus mais influentes membros e desvendar uma trama secreta que envolve rivais, espiões estrangeiros e oficiais do governo. Com milhões de libras e a segurança da nação em jogo, Benjamin enfrentará conspirações secretas, inimigos formidáveis e aliados inesperados. Numa pesquisa história escrupulosa de David Liss, A Companhia do Diabo retrata o nascimento das corporações modernas, numa narrativa de grande suspense.


Sendo o 3º livro desta saga, acreditei que sentisse uma falha de conhecimento por não ter lido os dois anteriores, no entanto, sendo todos eles livros independentes, não existe uma necessidade de ler os livros anteriores nem pela ordem cronológica. É claro que se tivesse lido os anteriores o meu conhecimento sobre as personagens seria maior, mas o autor, durante o enredo, revela o que é importante saber-se sobre o passado das personagens, principalmente de Weaver, personagem principal. 

Em primeiro lugar devo salientar o detalhe que o autor oferece com a sua escrita, sendo fácil perceber a investigação histórica feita para a criação deste livro. Existe detalhes a cada instante, quer seja sobre política, religião ou outros temas que o autor consegue encaixar muito bem na época do romance. É fácil visualizar alguns detalhes, quer seja uma simples rua de uma cidade ou a complexa rede política que move este livro.

Outro ponto de grande qualidade nesta obra é a forma como o autor se liga ao leitor. São várias as vezes em que Liss nos escreve como se fosse um amigo nosso a contar-nos a história, criando uma ligação entre o leitor e a personagem principal. Esta ligação é bastante importante neste livro, pois sendo um personagem que passa por momentos de perigo, preocupamo-nos com a mesma, apesar de ser quase óbvio que no fim se irá salvar. Todavia, não é neste suspense que a qualidade do livro se sustenta, mas sim na conspiração, complexa e imprevisível, que este enredo apresenta. Neste aspeto, e uma vez mais, nota-se o conhecimento histórico do autor para criar esta rede de conspirações, interesses e manipulação política, económica e religiosa. Dentro deste tema é preciso salientar a parte económica, com o autor a explorar o conceito de empresas/corporações usadas naquela época com um grande detalhe.   

Este é um dos melhores romances históricos que li nos últimos anos. É divertido, cheio de humor negro, com um enredo complexo, surpreendente, e que é, principalmente, inteligente. Este é um autor para voltar a ler, foi uma das maiores surpresas que tive nos últimos tempos, e aplaudo a forma como me surpreendeu no fim e misturou vários temas, tornando a história sólida e coerente. No fim fica a sensação que este enredo tornar-se-á ainda melhor quando ler os dois livros anteriores, e é o que vou fazer.

Luís Pinto


Podem ler mais sobre o livro no seu espaço no site da editora, aqui.

5 comentários:

  1. Não conheço o escritor e agora fiquei curioso. Estás a pensar ler outros livros dele quando? Vou esperar pela tua opinião aos outros dois livros e também vou procurar mais informações pela net. Mas parece-me ser uma compra segura para quem gosta do estilo.

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Tal como o Gus vou ficar à espera de opiniões aos restantes livros mas já é a terceira ou quarta vez que oiço falarem bem sobre esta saga e parece-me que deve ser lida. Sem spoilers como sempre, parabéns pela análise.

    ResponderEliminar
  3. Viva Luís,

    Não podia estar mais e acordo contigo um livro excelente e que se lê bem pois vamos tendo conhecimento de alguns factos do passado do nosso protagonista.

    Li a Grande Conspiração depois de ler este tal como tu e embora seja muito bom, este surpreendeu-me mais mas isso talvez se deva por j+a conhecer a qualidade do escritor, vale bem a pena sim senhor

    Abraço e boas leituras

    ResponderEliminar
  4. Oh, mais um para ler. Cada livro teu cada compra. Uma desgraça para a carteira. Já tenho uma lista bastante grande para próxima feira. Este autor nunca li mas já ouvi falar bem. também li a opinião do Fiacha e agora a tua acabou com as minhas dúvidas.
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Mais um livro a ter na lista a ver pelas tuas palavras. Parece-me o género de livros que gosto mas não conheço o autor. Vou pesquisar!

    ResponderEliminar