domingo, 15 de dezembro de 2013

LIBRA


Autor: Don DeLillo

Título original: Libra


Sinopse: Neste exercício de ficção em torno do assassínio de John F. Kennedy, DeLillo conta a odisseia de Lee Harvey Oswald, desde a sua adolescência conturbada até se tornar um adulto instável que imagina ser um agente da História. Combinando com mestria facto e ficção, Libra é a investigação grave, assombrosa e brilhante de um acontecimento que se tornou parte indelével da História da América e do mundo.

Este foi um tema que sempre me interessou. A morte de JFK não é só um dos acontecimentos mais marcantes dos últimos 100 anos, é também um dos mais controversos, cheio de teorias e de muito por explicar. Aqui, DeLillo tenta explorar a vida e a personalidade de Lee Harvey Oswald, o homem acusado de matar JFK e que foi morto antes de ir a julgamento.

Em primeiro lugar devo salientar a forma exímia como DeLillo junta eventos históricos a este enredo de ficção. Tudo parece pensado ao pormenor, dando resultado a um enredo bem montado, onde vemos que a estrutura usada nos leva, sem esforços, às conclusões que o autor nos quer demonstrar, mas também às questões que nunca ninguém respondeu. No entanto este não é um livro sobre uma teoria da conspiração, não, este é um livro sobre Oswald e o possível porquê que o levou a premir o gatinho aquelas duas vezes que ficaram para a história.

O autor tenta explorar tudo desde a infância do assassino, criando, mesmo que indiretamente, uma crítica social à educação que uma sociedade pode dar a uma criança e como certos acontecimentos a poderão moldar. Talvez nenhum de nós nasça realmente bom ou mau, mas sejamos antes moldados desde o primeiro minuto... e com isto conhecemos um Oswald que tem tanto de ficção como de factos, e o interessante é que o autor nunca puxa de forma óbvia para gostarmos ou adiarmos este homem que em três segundos alterou a história da humanidade. O impacto que um simples acto pode ter... Mas porque terá Oswald feito o que fez?

A verdadeira resposta, provavelmente nunca a teremos, mas o que o autor consegue neste livro é de louvar. Libra é um dos melhores livros que já li sobre o tema, principalmente porque é neutro em muitos aspetos mas, ao mesmo tempo, acutilante, profundo e explorador de várias personagens. Este é, na minha opinião, um livro sobre algumas pessoas e a forma como os seus atos contribuíram para chegar ao final já conhecido. O autor explora, tenta descobrir e dar explicações, sempre olhando para o lado humano, para o que levou à decisão, para o que ficou por fazer e para o que ficou por dizer. Tudo isto num ritmo elevado onde várias vezes a nossa atenção é captada ao máximo com momentos de grande intensidade.

Com uma escrita que apresenta sempre força e vigor, DeLillo surpreendeu-me pela forma como abordou este marcante acontecimento, e esta abordagem torna-o único, principalmente porque a qualidade da sua escrita está presente a cada página. No geral, este não é uma obra prima, mas é um grande livro para quem gostar deste tema. A qualidade da descrição daquele momento em Dallas seria suficiente para recomendar a sua leitura. Recomendo-o a quem quiser explorar este tema e ler algumas personagens de grande qualidade. Muito bom.

Luís Pinto 

3 comentários:

  1. Parece-me um livro interessante sobre um acontecimento que gosto de ler. Não conhecia o livro mas vou adquiri-lo quando tiver oportunidade. Parabéns pela análise. Muito boa.

    ResponderEliminar
  2. Também gostei bastante desta opinião e vou procurar o livro a um preço barato.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  3. Mais um comentário muito interessante dentro de um género literário que sempre me seduziu e ainda mais com a morte do jfk como tema. É um livro a ler de certeza. Obrigado pela sugestão e feliz natal!

    ResponderEliminar