quarta-feira, 16 de junho de 2021

À conversa com Luis Corte Real da Saída de Emergência

 

Hoje tenho um post diferente! Uma conversa com a pessoa que criou a editora Saída de Emergência onde se falou sobre como uma editora funciona, Guerra dos Tronos, ficção científica, fantasia, e muito mais.

Espero que gostem!

 


 

segunda-feira, 17 de maio de 2021

À DESCOBERTA DO UNIVERSO


  Autor: Stephen Hawking

 

Sinopse: «Chegou o momento de olhar para o Universo em vez de olharmos para dentro de nós…»

Como teria sido caminhar na Terra cheia de lava há 4,5 mil milhões de anos?
Como te sentirias ao lado de um vulcão em erupção? Ou se desses o primeiro passo na superfície da Lua? E o que farias se os robôs viessem a dominar o mundo? A série das aventuras de George criada por Lucy e Stephen Hawking foi um êxito a nível mundial. 

Pela primeira vez, os factos da vida real e as fascinantes teorias científicas apresentados nesses livros foram compilados num único volume, juntamente com novos conteúdos da autoria de destacados cientistas de todo o mundo.

Repleto de ilustrações, factos e números, este é o guia perfeito para tudo o que alguma vez quiseste saber sobre o Universo

 

Se segues este blog sabes o quanto gosto de livros sobre o Universo. Obviamente que quando é o grande Hawking a falar sobre este tema, temos de ler e este livro tem claramente o seu toque, pela forma como explica, pela forma como é divertido e pelas mensagens que deixa.

 É preciso começar por salientar que este livro é simples de ler, é fácil e dá prazer. A forma como os autores vão explicando tudo tanto pode ser lido por quem não domine o assunto tal como também dará prazer a quem já tem este conhecimento, porque a forma como o livro está escrito tem tanto de adulto como de sério em doses equilibradas.

O que me espanta mais é a facilidade com que o conhecimento é dado. Hawking traça um caminho que faz sentido onde vamos percebendo aos poucos as bases do que nos rodeia, com uma história que é mais do que conhecimento, é uma aventura em que tudo faz sentido, em que existe um fascínio por quem escreveu e também, neste caso, por quem lê.E é com uma enorme sensação de fascínio pelo desconhecimento que eu avanço nestas páginas enquanto o personagem também avança, em busca de respostas.

Para mim o segredo destes livros está na comunicação, na forma como tudo deve ser passado a quem lê, sem confusões, sem dúvidas, e com um toque de mistério que nos faça querer ler mais. É difícil não sentir este entusiasmo nestas páginas. Pelo meio o livro faz perguntas que parecem estranhas, mas que rapidamente queremos saber as respostas. Não são as perguntas que fazemos no nosso dia normal, mas mesmo assim queremos saber as respostas e, mais importante, o porquê.

Aquilo que para muitos é ficção científica é aqui misturado com o nosso dia a dia para mostrar os factos, o conhecimento que temos atualmente e ainda o desconhecimento de muito. é um livro fascinante, diferente, divertido, que deverá ser lido por todos os que gostem deste tema, quer já tenham lido muito ou não sobre o nosso universo.

Luís Pinto

 

 

 

segunda-feira, 10 de maio de 2021

COMO EVITAR UM DESASTRE CLIMÁTICO


 

Autor: Bill Gates

Sinopse: Neste livro necessário e factual, Bill Gates traça um plano prático, abrangente e acessível, mostrando-nos de que maneira o mundo pode eliminar as emissões de gases com efeito de estufa, a fim e a tempo de evitarmos um desastre climático.
Bill Gates passou a última década a estudar as causas e os efeitos das alterações climáticas. Com a ajuda de peritos no domínio da física, química, biologia, engenharia, ciência política e finança, procurou saber o que tem de ser feito para que o planeta não caminhe em direção a uma catástrofe anunciada. Neste livro, além de explicar porque temos de alcançar a neutralidade carbónica, o autor apresenta-nos os passos concretos fundamentais para o êxito desse objetivo.
Oferecendo-nos uma visão esclarecedora dos desafios que nos esperam e apoiado no seu vasto conhecimento em matéria de inovação e do que envolve lançar novas ideias no mercado, Bill Gates indica-nos as áreas em que a tecnologia está a ajudar-nos a reduzir emissões, onde e como podemos tornar a tecnologia atual mais eficiente, onde são necessárias novas soluções, e quem se encontra já a desenvolvê-las. Por fim, o autor dá-nos conta do seu plano, um guia prático e concreto para alcançarmos a neutralidade carbónica, sugerindo não só as políticas que os governos devem adotar, mas o que nós, indivíduos, podemos fazer para nos mantermos todos, incluindo os nossos líderes, responsáveis pelo êxito desta missão crucial.
Alcançar a neutralidade carbónica será tudo menos fácil, porém, se seguirmos o plano traçado ao longo destas páginas, é um objetivo que se encontra certamente ao nosso alcance.


É um dos temas mais falados dos últimos anos, e só não é mais porque estamos em pandemia. O tema dos possíveis desastres climáticos que iremos enfrentar tem ganho cada vez mais peso e mais atenção por parte de todos apesar de ainda faltar fazer-se muito no sentido de realmente os evitar.

Nesse aspeto um dos nomes mais sonantes nesta luta e na tentativa de alertar, tem sido Bill Gates, o homem que criou a Microsoft. 

O que mais me agradou neste livro foi a sua escrita simples. Bill Gates tenta chegar a qualquer leitor, tanto o que percebe bastante do tema, como o que não percebe, e a mensagem é passada de forma clara e objetiva. Como isto o que temos é um livro que facilmente percebemos e que facilmente nos leva a questionar. A questão não passa por se acreditamos em tudo o que ouvimos, mas sim em ler e questionarmos e percebermos o porquê desta discussão. E, após estarmos convencidos, percebermos o que deve ser feito. 

A questão interessante deste livro é a forma como está estruturado, pois estamos a falar de um problema global mas que precisa de ações globais e que muito irão afetar a nossa forma de viver se forem tomadas medidas mal pensadas ou precipitadas. E é essa visão macro e bem sustentada que Gates tem oferecer aqui. Isto é um caminho de pequenos passos que farão a diferença e a forma como o livro está escrito e montado é exatamente igual, dando conhecimento aos poucos e soluções sempre que necessário.

O resultado final é um livro muito interessante, que ensina bastante e que, tal como esperado, nos abre um pouco os olhos e nos diz o que todos teremos de fazer, desde cidadão até governante, para evitarmos o pior para as gerações futuras.

Luís Pinto


sexta-feira, 26 de março de 2021

A CIÊNCIA DO SISTEMA IMUNITÁRIO

 

Autor: Matt Richtel


Sinopse: Uma viagem, magnificamente investigada e emotivamente narrada, ao sistema imunitário humano 

A chave para a saúde e para o bem-estar, para a vida e para a morte. Um livro épico e único, que entremeia descobertas científicas de vanguarda e as narrativas íntimas das vidas de quatro pessoas, da autoria de Matt Richtel, jornalista do New York Times galardoado com um Pulitzer.

Através de ciência e de narrativa pura, compreendemos a forma como o corpo arranja forças para combater bactérias, vírus, parasitas e tumores, além do modo como o sistema que nos defende se torna uma ameaça em certas condições. Ficamos a conhecer o stresse sem precedentes que a vida moderna exerce sobre o sistema que nos mantém saudáveis, mas também descobrimos que os progressos alcançados pelos imunologistas nos dão esperança num futuro com vidas mais longas e com saúde. 



Gostei bastante deste livro. Começo já por o afirmar porque foi realmente uma leitura muito interessante. Confesso que já tinha lido sobre o nosso sistema imunitário e nas leituras anteriores aprendi bastante, mas este livro foi mais fácil de compreender. Foi principalmente a simplicidade do livro que mais me agradou. 

De um ponto de vista educacional, no nosso país muito pouco é explicado sobre um sistema que é incrivelmente importante no nosso corpo. E foi por isso que há uns anos li uns livros para tentar perceber melhor como tudo realmente funcional a um nível tanto macro como micro. Contudo, agora nesta fase em que atravessamos, finalmente parece que damos um bocado de atenção a estas nossas defesas naturais. E este livro chegou na altura certa.

Não querendo aqui explorar demasiado sobre o livro, devo dizer que nunca me cansei do livro. O autor consegue "baixar" ao nível de conhecimento que um pessoa normal, que nunca tenha estudado o assunto, poderá ter. Não é um livro em que alguém se sinta perdido, e isso faz toda a diferença. E aos poucos, vamos percebendo os conceitos, as bases e começamos a perceber como tudo se liga, como tudo faz sentido com o que fazemos no nosso dia a dia. E com esse conhecimento, acabamos não apenas por saber como tudo funciona, mas também como podemos tornar o nosso corpo mais saudável, mais forte contra invasores e mais rápido nessa resposta, pois o autor consegue muito bem criar as ligações entre a teoria e ciência e exemplos da nossa vida comum.

Sem ser maçudo, sem ser um labirinto, este é um livro que certamente estará no meu top de 2021. Uma leitura muito boa.


Luís Pinto

terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

O CARDEAL

 

Autor: Nuno Nepomuceno


Sinopse: A pacata cidade de Cambridge estremece, ao ser confrontada com os pormenores monstruosos do crime. Mas tudo piora quando uma criança desaparece a caminho da escola. O menino é encontrado numa mata, nu e estrangulado. Adam Immanuel, um escritor inglês, é visto a fugir do bosque. E todos, exceto uma jornalista e um professor universitário, acreditam que é culpado.

Simultaneamente, um cardeal chega à Cidade do Vaticano num ambiente de grande polémica. O novo Papa foi assassinado, o mundo prepara-se para mais um conclave e um delator continua a publicar informações comprometedoras sobre a Santa Sé. Todavia, será que o religioso recém-chegado veio para ficar? Porque esconde a associação a um assassino profissional? Será ele capaz de resistir à aproximação de uma bela, mas nada inocente, mulher?
 



No início do ano regresso sempre à companhia da escrita de Nuno Nepomuceno para mais um livro. O autor, que acompanho desde o primeiro livro, continua a melhorar o seu trabalho, sendo cada vez mais um autor que vai melhorando a sua forma de contar uma história, de nos prender às suas páginas e, em muitos casos, de nos surpreender.

Neste novo livro o autor tem uma obra que se liga bastante aos livros anteriores, mesmo que indiretamente. Claro que quem nunca tenha lido nenhum dos livros da saga Catalão conseguirá aproveitar bastante este livro, mas são aqueles que leram as aventuras anteriores que tirarão o máximo proveito de uma obra que explora cada vez mais os seus personagens enquanto nos vai apresentando outros. 

O que mais aprecio no autor é a sua forma psicológica de escrever. Claro que o seu estilo é de leitura rápida, com vários capítulos onde cada um acaba de maneira a empurrar-nos para o seguinte, mas cada vez existe mais uma necessidade de entrar na mente dos personagens e, consequentemente, na mente dos leitores. E é isso que me agarra, porque quero conhecer os verdadeiros motivos, os medos, as crenças, os medos e traumas de cada um, e muitas vezes os autores de thrillers, querendo oferecer uma leitura tão rápida e intensa, esquecem-se disso.

Nuno Nepomuceno tem vindo a perceber cada vez melhor quando acelerar e quando abrandar para aprofundar algo. Neste livro isso nota-se claramente, tal como se nota que o autor continua a efetuar um excelente trabalho de pesquisa que são a base dos seus enredos.

Não querendo revelar nada sobre este livro, devo confessar que uma personagem nova agradou-me bastante, tal como me agradou o facto de o autor não se apoiar demasiado nas mesmas personagens de sempre. Nuno não cai na tentação de todos os seus livros serem "salvos" por um professor. São livros com uma linha narrativa que também é empurrada e manipulada por outros personagens. Claro que pelo meio existem alguns momentos mais óbvios, outros mais forçados, mas, no geral, este é um dos melhores livros do autor, independentemente se agarra mais ou menos do que outros, mas a qualidade é inegável dentro do seu estilo. 

De salientar alguns diálogos muito bem criados e que, ao juntarem-se aos saltos entre cenas, tornam o livro muito viciante. O tema principal poderá não agradar a todos, por comparação com outros livros, mas confesso que foi dos que gostei mais. Não é, obviamente um livro perfeito, tal raramente existe, mas é uma leitura compulsiva, viciante, que nos faz pensar e que gostei bastante. Gostei, principalmente, do facto de o autor não inventar em tentar trazer algo demasiado diferente para tentar chocar ou tentar diferenciar este livro dos anteriores, algo que, infelizmente, muitos autor fazem, estragando sagas e personagens. Nepomuceno é coerente, é fiel a um estilo e capaz de melhorar a cada livro em vários pontos. Precisam de uma leitura para este confinamento ou para o próximo verão? Este é uma boa escolha!

 Luís Pinto